06 dezembro, 2008

querido diário,

Agosto 23, 2008
hoje é o primeiro dia do meu inferno astral. só pode.
ou isso, ou minha cota de pagar karma tá fodinha, viu?!
hoje é sábado. dia de descansar… dia de sol… dia de cerveja, certo? errado.
primeiro porque estamos em münster, e isso significa estar no top 10 dos menos favorecidos mundialmente a nível de dias ensolarados. segundo porque, oi?! alguém precisa trabalhar…
mas se meu mundo fosse só chuva e trabalho, eu arriscaria até mesmo a dizer que era tudo quase só flores. quase, né?! porque trabalhar das 10h da manha as 19h30 da noite sem pausa, sem cadeira, com birra e berro de crianca, e fazendo o trabalho de mais dois… num s.á.b.a.d.o. näo é lá o que se pode chamar de flores, oder?
pois entäo, meine dammen und herren, mas vocês devem estar pensando “preguicosa”, “todo mundo trabalha”, “todo mundo se fode trabalhando”, “supernormal se fuder num sábado”, und so weiter… mas nem é disso que eu tô reclamando, ó. porque é trabalho, né?! dignifica o homem e taws……. eu tô reclamando do fato de trabalhar quase 10h seguidas, querer voltar pra casa, pegar o ônibus errado, ir parar na puta que pariu, esperar, pegar o ônibus certo, chegar em casa e… NÄO PODER ENTRAR… porque oi! meu nome é ana e eu tenho problemas com chaves (”oi ana”).
mas facamos o jogo do contente, näo é mesmo poliana?! veja pelo lado bom: seu namorado tem as chaves! seu namorado, que está no trabalho… ele tem as chaves. basta esperar quase meia hora no frio, passar mais quase meia hora no ônibus pra voltar pao MESMO LUGAR que você estava há uma hora atrás… e entäo pegar as chaves! e ficar no frio esperando o ônibus, e pegar o ônibus pra voltar ao MESMO LUGAR que você estava há uma hora atrás… veja como é bom!
pra que reclamar, näo é mesmo?
beba, ana, beba… pá esquecê seus pobrema!

Nenhum comentário:

Postar um comentário