04 dezembro, 2008

Vida auperiana…

Fevereiro 22, 2007
É… essa merda aqui nem é pra falar sobre vida de Au Pair… porque eu nem quero ter uma.
Mas cá estou eu… Au Pair na Alemanha…
ESTOU, entendeu? ESTOU…
Porque aqui eu sou qualquer coisa, menos Au Pair.
Eu sou turista… sou estudante de línguas… sou intercambista… sou estrangeira… sou imigrante…
Au Pair… eu estou nas horas (näo) vagas.
Simples assim.
Simples näo… trabalhoso.
Trinta horas por semana cuidando de crianca näo säo trinta horas passeando no parquinho…
Criancas cagam, meus amigos! Têm fome, choram, e sujam a casa! E filho dos outros, é filho dos outros.
Mas… eu viajei 9.000km pra isso… e näo pra viver vida de protagonista de filme Hollywoodiano com cenário europeu.
Enfim… Eu estou Au Pair, e troco fralda de crianca mimada todo dia… e vou continuar limpando merda alheia enquanto isso pagar minhas estadias em Paris, ou enquanto eu näo encher o saco!
Porque, sim… isso vai encher o saco (já já)!
E eu fico puta com neguinha, neguinha näo… loirinha, que sai da manicure com as unhas pintadas de rosa, com a bolsa rosa combinando com a sandalinha de salto agulha rosa, tudo comprado com dinheiro de papai… que vai pro Shopping encontrar com as amiguinhas que saltitantes comemoram a chegada do visto de Au Pair na Alemanha.
Ai loirinha faz planos: Eu vou pra Londres, pra Madrid, pra Roma… vou comprar meu laptop, minha câmera digital, meu nike… vou esquiar, vou falar alemäo, vou pra balada…
Ai loirinha esquece que papai näo tá aqui e que dinheiro näo cai do céu…
E que aqui nega, papai näo compra vestidinho rosa, unha se faz em casa, cabelo se corta na frente do espelho, comida näo brota em cima da mesa, e as roupas näo aparecem milagrosamente dobradas na gaveta do guarda-roupa…
Ai neguim chora… com saudade de mamäe que dobra as roupas, de papai que paga a conta, de amiguinha fru-fru que tá longe e se divertindo horrores, do carro, da empregada, do cachorro, do papagaio…
Porra, e o pior é que tem neguim passa um perrengue danado pra chegar aqui, e num dá nem um mês e já tá contando os dias pra ir embora.
Um mês… um mês é o tempo que tu de férias da tua vidinha.
Com três é que as férias acabam.
Com seis… ai sim tu tem saudade…
Mas só com uns dez tu tem que querer voltar pra casa.
É… eu näo tenho nada a ver com isso… mas fico puta.
Fica puta com neguim… e com loirinha também… que chega aqui com merda na cabeca e voltar pra casa do mesmo jeito…
Se num guenta, pra que veio?

Nenhum comentário:

Postar um comentário