26 dezembro, 2009

16 dezembro, 2009

arrumando as malas

se o veräo näo vem até mim.
eu vou até o veräo!

Recife em 5, 4, 3, 2, ...

09 dezembro, 2009

vida de estudante


(Chuck Norris consegue se formar no tempo "certo")

passei no meu primeiro (e único) vestibular aos 16 anos. é. e desde entäo, continuo no meu estado estudantil. mas, pra que fique claro, desde entäo säo 10... fuck'n... years!
por isso a emocäo ao ler esse cartaz.
chuck é único! (chuck norris demora 20 minutos pra passar uma hora; chuck contou até o infinito... duas vezes; e só chuck norris sabe o último algarismo do número Pi!) e eu näo tentaria ser como ele. chuck me mostrou que näo há motivo pra pânico ao pensar nos (ainda) 4 períodos de BACHARELADO pela frente... pois pra mim, assim como para o resto dos mortais (o que näo inclui chuck norris), ainda há esperanca!

07 dezembro, 2009

quatro


quatro anos e quatro dias...

30 novembro, 2009

color!



- o que é ISSO?! o.O
- näo é lindo meu esmalte novo? =}
- ...
- ?!?!
- ...
- fala.
- minha mäe me ensinou que quando eu näo tiver alguma coisa boa pra falar é melhor que eu fique calado.
- o.O


mas ó, nem ligo!
tô super me amando com esse esmalte pink-vermelho-fluor-fever da cor da minha papoula.
minha mäe diria "chocante".

20 novembro, 2009

parapapa

nem me espanta mais quando os alemäezinhos resolvem lambadear no fim da naitxe ao som de kaoma... por que, né? quem se importa se a música tem 200 anos, quando é latina, é exótica, é hot e taws?! mas minha geeeente, o novo hit dos alemonstrinhos de balada é isso aqui:



com direito a coro frenéééético no refräo: "parapapapapapa..."
alguém me explica?!

19 novembro, 2009

copyright

com esse bando de tapado que tem no mundo, fica difícil ser inteligente sem perder a paciência.
na escola eu era cheia de "amigos"... na semana de provas, ... ou quando tinha trabalho em grupo. e funcionava assim: eu respondia as questöes e mané copiava, eu fazia e neguinho assinava o nome. e era assim até que me irritei e comecei a responder errado e trabalhar em grupos de dois: eu e eu mesma.
aí o tempo passa e transforma os tapados escolares em tapados universitários: neguinho que abre uma revista e COPIA um projeto INTEIRO e apresenta como seu, com direito a fundamentar idéias usw... ou neguinho cara-de-pau que COPIA descaradamente o projeto do colega de classe (no caso o MEU), já apresentado e já elogiado na semana ANTERIOR.
Mas pior que um bocó cara-de-pau... säo dois. DOIS tapados com a cara (de madeira) e a coragem de C.O.P.I.A.R (igual, igualzinho!!!) meu trabalho e dizer que tiveram, ao mesmo tempo, vejam só, a inspiracäo assim... divina (oi?!).
FICOPUTA!

16 novembro, 2009

iron & wine



o que eu tava fazendo que näo ouvi isso antes?!

03 novembro, 2009

um nó na garganta

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais...
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar...
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria
Quantos amigos você jogou fora?
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender?
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber?
Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?
Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver?
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você?
(Oswaldo Montenegro)

02 novembro, 2009

laura marling


quero irmimbora pra irlanda.

26 outubro, 2009

/fotologueando: Lavis


1. self made sushi! | 2. domingo de sol | 3. no outono é sempre igual, as folhas caem no quintal...| 4. alemanidades

amoMUITO.com!

15 outubro, 2009

a gente se acostuma

querido diário,
depois de mais de três anos de resistência, acabo de decidir usar a bota por cima da calca. as pessoas acham normal, mas estou me sentindo membro da equipe de hipismo nas olimpíadas.
with love, ana

10 outubro, 2009

the devil wears prada

o grande sonho da minha vida é entrar numa loja com um cheque em branco (old!) cartäo de crédito sem limite e que tenha o endereco de entrega da fatura diferente do meu.

é pedir demais, shiva?! cansei dessa pobreza... preciso desesperadamente ficar rica!

03 outubro, 2009

heart shaped box

"niemand sieht, wie ich mich verändere. aber wer sieht mich denn? ich bin mein Versteck." (Joe Bousquet)

28 setembro, 2009

baustoffscheiße

olhe, quando a pessoa passa numa prova mesmo tendo passado o ano INTEIRO sem entender palavra do que o Herr Professor falava, só pode ser uma coisa: ca.ga.da

valeu, virgem de guadalupe!

24 setembro, 2009

de lá pra cá

"i'm talking with myself" é a desculpa perfeita pra visitas minguadas e uma caixa de comentários vazia. sem falar na esquizofrenia... que me cai como uma luva.

04 setembro, 2009

águas de marco + desafinado

lisa (fofa, fofa, fofa!) hannigan, damien (pegaeo) rice e oitos minutos e quatro segundo de sorriso de orelha a orelha. coisa-mais-doce-do-mundo define.


morri! =~

02 setembro, 2009

medo

diz a psicologia que a melhor forma de acabar com um medo é enfrentando-o. tipo prender um claustrofóbico num elevador ou mandar um aracnofófico segurar uma aranha. eu, que näo sou muito adepta à terapias de choque, convivo com meus medos e lido com eles assim... desatando no choro. simples.

tenho pavor de agulhas. sim, apesar dos piercings e tatuagem, eu tenho pavor de agulha. bastou a médica dizer que vai rolar um hemograma que eu gelo... tá a enfermeira abrindo o pacotinho com a seringa, tô eu lá chorando. assim mesmo, antes da dor. porque EU SEI que näo dói, mas eu TENHO MEDO.

e deus, como é assim um grande filho da puta se divertindo com a desgraca alheia, me dá uma anemia na infância. e como se eu já näo tivesse maria-bairreado o suficiente, agenda uma série com mais uns mil exames de sangue por minuto: nos últimos dois meses foram quatro, dois, só nessa semana... três, se nos teletransportarmos pra sexta. e, meine dammen und herren, o ritmo deve continuar assim: fre.né.ti.co!

mas, olhando pelo lado bom da coisa (pollyanna, te odeio!), a psicologia tem, de fato, razäo: hoje, pela primeira vez em quase 26 anos (näo, näo vai ter campanha de aniversário) eu näo derramei uma lagriminha sequer.

moral da história: evoluimos, como pokemóns.

31 agosto, 2009

Trombose

"Quando sofremos um corte, o sangue escorre um pouco e pára, porque o corpo humano é dotado de um sistema de coagulação altamente eficaz. As plaquetas, por exemplo, convergem para o local do ferimento e formam um trombo para bloquear o sangramento. Decorrido algum tempo, esse trombo se dissolve, o vaso é recanalizado e a circulação volta ao normal.
Há pessoas que apresentam distúrbios de hemostasia e formam trombos (coágulos) num lugar onde não houve sangramento. Em geral, eles se formam nos membros inferiores. Como sua estrutura é sólida e amolecida, um fragmento pode desprender-se e seguir o trajeto da circulação venosa que retorna aos pulmões para o sangue ser oxigenado. Nos pulmões, conforme o tamanho do trombo, pode ocorrer um entupimento – a embolia pulmonar – uma complicação grave que pode causar morte súbita."
"Na TVP pode ser necessário manter-se internado durante os primeiros dias, a fim de fazer uso de anticoagulantes injetáveis (Heparinas). Estes previnem o crescimento do trombo e diminuem o risco de embolia pulmonar. Atualmente, pode-se evitar a hospitalização com o uso de heparinas de baixo peso molecular, injetados pelo próprio paciente no espaço subcutâneo da barriga. Depois do tratamento com Heparina, deve-se continuar com o uso de anticoagulantes orais (Warfarin) por um período de três a seis meses. Concomitante com esta medicação, o paciente deve fazer repouso com as pernas elevadas e fazer uso de meia elástica adequada à sua perna."

27 agosto, 2009

chorando lágrimas de sangue:

"O festival No Ar Coquetel Molotov chega ao seu sexto ano de vida, trazendo boas surpresas para o público que vem acompanhando a trajetória do evento. O encontro especial de Lô Borges e Milton Nascimento com um repertório especial do Clube da Esquina é o ponto alto da programação (...)"

ano passado foi Camelo... mas, de verdade? eu nem tchum! maaaaaaas agora é o CLUBE DA ESQUINA, sabe? é uma conspiracäo, eu sei!

13 agosto, 2009

maternidade

näo fosse pela medicina, eu teria morrido numa crise de asma algumas semanas atrás. meus genes defeituosos fazem com que eu reaja demais contra pólem e pobres ácaros.

mesmo sabendo disso minha mäe sismou que quer por que quer um neto. filho do meu irmäo? claro que näo. meu. e eu posso ter mil argumetos satisfatórios contra a maternidade (a minha, pra que fique claro)... o contra-argumento dela é um só: eu quero, porque eu quero.

vejam bem, eu sou alérgica a polém e a ácaros... ele é alérgico a polém, ácaros, animais, insetos, produtos químicos, camaräo, nozes, e etc, etc, etc... entäo dá pra imaginar a cria?!

é por amor ao mundo, meine Dammen und Herren, e pelo bem da evolucäo que eu me abstenho dos poderes do meu útero. darwin ficaria orgulhoso da minha decisäo, certeza.

10 agosto, 2009

a melhor coisa de todos os tempos da última semana

ouvir música compulsivamente (e repetitivamente) é uma doenca... tenho dito. e já que näo tem novidade nem assunto melhor pra falar (a näo ser que vocês queiram saber com quantos pauzinhos se faz concreto armado), ressuscito o top 5 do mês... ou pelo menos da última semana.

Lisa hannigan - Sea Sew
ela é a voz feminina por tras das cancöes perfeitas do Damien Rice.



Camera Obscura - My Maudlin Career
cd novo! turnê nova! e eu lá em Osnabrück!




Nouvelle Vague - Nouvelle Vague 3
amo versöes ponto com!




Jenny Lewis - Acide Tongue
vocalista de outra bandinha que eu adoro (Rilo Kiley), ruiva e linda.


The Baseballs - Strike
odeio quase todas as originais... mas as versöes 50's säo perfeitas!


ficaadica!

31 julho, 2009

dessa vez, vai!

porque Osnabrück é ali do lado, a "passagi" é de graca, o ticket tá baratinho, e eu näo vou fazer questäo de companhia!



dessa vez eu vou!

21 julho, 2009

... é lava que cobre tudo

ele trouxe flores. ela nunca quis flores. ele saiu a noite. ela quis que ele ficasse. mas ele nunca entende, pois nunca viu a solidäo. mas ela nunca explica, pois sabe que há coisas que näo se pede. ele deve viver a vida dele. ela vai morrendo na vida dela.

15 julho, 2009

abaixa!!!

pra relembrar os (bons e velhos) tempos NonStopanos de um jeito mais levinho:



tem a versäo em estudio aqui.

01 julho, 2009

oh god!

lembro de uma conversa de msn há anos atrás quando eu e um amigo falávamos sobre deus. ele ateu e eu com o "meu" deus.

eu nunca fui de acreditar em absurdo. por isso pra mim esse negócio de costela de adäo tem o mesmo peso de um mito grego ou uma lenda indígena. eu acredito em darwin, em einstein, e em qualquer um que prove qualquer coisa com moléculas, fórmulas e quarks. e sempre foi assim... até mesmo com deus. eu sempre quis que deus existisse... e por isso pra mim ele tinha que ser A+B... tinha que ser molécula, borboleta, elétron, quark... e a energia que existe dentro e dentre essas coisas.

meu amigo riu e disse que eu pensava que nem um ateu. e eu ri da risada dele. eu... ateísta?

mas agora que os prótons, as pedras, e as moléculas säo só prótons, pedras e moléculas, eu näo rio mais.

em nome de darwin, de einstein, e de newton, amém.

27 junho, 2009

jetzt ist sommer! *

porque o sol tá até brincando de aparecer e a previsäo pra próxima semana é de 30°C. entäo entoemos o mantra com Wise Guys:


* agora é veräo!

23 junho, 2009

a melhor coisa de todos os tempos da última semana

por causa dessa minha doenca de bater o ouvido numa coisa e me apaixonar a primeira estrofe näo me dou o direito de justificar porque é bom. só sei que é bom e pronto.
mas como nerd que sou, nada me impede de fazer um top 5 das coisas que täo no meu "play and repeat... and repeat again" desde... desde... (desde muito tempo? ... sim, eu escuto música compulsivamente.) Fica a dica:

Duffy - Rockferry
Já falei, mas falo de novo... porque eu näo nasci linda e talentosa, hein?!



Lenka - Lenka
Vozinha meio rouca, meio doce... lindo.





Florence and The Machine - A Lot of Love. A Lot of Blood
Bom, bom... muito bom!



Emiliana Torrini - Me and Armini
Voz mais fofa näo há!


Lily Allen - It's not me, It's you.
É pop, eu sei... e daí?





é... vozes femininas. porque eu tenho andado mais bossa nova do que rock'n roll.

19 junho, 2009

anotacäo mental

pra ser lido todo os dias: você está sozinha. com-ple-ta-men-te.

16 junho, 2009

ressaca eterna de uma mente sem lembrancas*

ela grita: "eu näo estou bêabada, eu vou pra casa". sobe na bicicleta, mil zigue-zagues e uma queda depois, pára no semáforo desligado (na verdade ele fica a noite toda amarelo piscando). ele: "atravessa, näo vem carro". ela: "näo. vou esperar ficar verde" o.O

mais uma queda e finalmente chegam na esquina de casa. ela pára. ele: "o que foi? a gente quase já chegou" ela: "vou ficar aqui. a lua... a lua é täo linda" o.O

chegam em casa. a larica bate. ele prepara um päo com presunto (procciuto) pra ela. ela em italiano-novela-das-oito: "proCCIuto! proCCIuto! mas eu odeio italianos. odeio! mas eles fazem um sorvete bom. e um proCCIuTO... proCCIuto!" (conheco algum italiano?) o.O

de sobremesa, mamar na lata de leite moca: "schatziiii, isso... isso é liberdade!" (empunha a lata e bate com forca na mesa) "em cuba, por exemplo, em cuba eles näo têm leite moca. já imaginou uma vida sem leite-moca??? as pessoas em cuba... as pessoas em cuba precisam da nossa ajuda!" (e bate a lata sílaba por sílaba contra a mesa). o.O

ela deita na cama. ele vai fumar na varanda. ela: "schatz, vem pra cá."... "vem logo" ... "schattziii". ele vem. "fica aqui... porque quando você näo tá ele chega" ele: "ele quem?" ela: "ele..." ele: "???" ela: (com os olhos arregalados) "é ele... o batman"! o.O

.

p.s.: história baseada em fatos reais, segundo a narracäo dele. pois eu nada mais me lembro.

.

* título roubado daqui

09 junho, 2009

capítulo de hoje: a alemoa-doida

sabe aquelas pessoas esquisitas da sua escola, faculdade, curso de inglês que nunca andam com ninguém, näo falam com ninguém, sentam lá trás ou lá na frente, näo se misturam, ninguém sabe o nome? entäo. sou eu. mas também é assim, se chegar pra falar comigo, eu sou mó simpática, ó. pois é. meu erro.

um belo dia, em meados do semestre passado, senta uma cidadä do meu lado: "oi, tô tentando aos poucos conhecer as pessoas da nossa turma. qual o teu nome? eu sou a alemoa-louca!"

a princípio tudo bem. näo que alguém na minha escola, faculdade ou curso de inglês já tenha se aproximado assim de mim, mas como eles säo alemäes, eu finjo que näo acho estranho. mas enfim. fui simpática, até puxei um papinho por acreditar que nos próximos dias minha vida voltaria a normalidade do "oi, tudo bem?" para com os semi-conhecidos. quisera.

essa cidadä resolveu encerrar comigo o projeto de conhecer mais pessoas na nossa turma e gru-dou. me cata no meio de mais de cem pessoas e senta assim... do meu lado. fala besteira a aula inteira (logo comigo, que faco um esforco danado pra entender o que o herr professor fala, sem falar de como eu adoro, depois de oito anos de vida universitária, conversinhas, risadinhas e bilhetinhos...), e o pior... näo tem outro assunto que näo seja o namorado de duas semanas, e de como deu pra ele, e de como väo casar, e de como traiu ele, e de como eles se amam, e bla bla bla.

sabe o que é pior? é que ela é também um tipo estranho desses que näo tem amigos. mas eu pelo menos sei que sou chata e fico quieta no meu canto. e ela é doida-grudenta! cara. eu näo a-guen-to!

näo fosse a minha mäe que me deu educacäo, já tinha dado rebosteio.

29 maio, 2009

eu, por outrem

"É verdade que no princípio senti algumas difilcudades. Apesar de tudo, por que näo? Tentei convencer a mim mesma que tinha encontrado o meu lugar. Mas continuava sendo diferente."

Marjane Satrapi em Persepolis

20 maio, 2009

todo dia ela faz tudo sempre igual

eu devia ter uns 13 anos quando comecei a escrever um dos meus muitos diários (diário näo... agenda. uma pra cada ano). entre coisas como: "hoje eu fui ao shopping", listas de filme, e papel de bombom, ... tinha também aquilo que eu queria ser... as coisas que precisavam mudar.

mas há coisas que nunca mudam. por mais que se queira.

continuo a näo saber o que fazer quando todos os olhares se voltam pra mim. continuo a näo saber fazer amigos. continuo chorando baixinho escondida. continuo com minha mania de organizacäo. continuo a näo saber sobre o que conversar. continuo a me irritar por quase nada. continuo a querer as minhas coisas do meu jeito.

e quase 13 anos depois, continuo a escrever diários... continuo a repetir o mesmos erros... continuo a tentar mudar...

mas há coisas que nunca mudam. por mais que se queira.

18 maio, 2009

diário de bridget jones

Segunda-feira, dia de comecar coisas. 52kg. de volta pro fitness. meio päo com marmelada = 1 ponto. Previsäo para fim de semana: 29°C (biquini?! oh god!). Fechar a boca, já!

"agora é oficial: estou gorda!"

14 maio, 2009

"verdades"

um dia inventaram que "deus existe" e que "toda mulher nasceu pra ser mäe". espalharam esses causos por aí e deu no que deu. agora eu pergunto: o que é que eu tenho com isso?

07 maio, 2009

sobre Recife

Definitivamente eu envelheci.
Minhas coisas preferidas na cidade onde cresci já näo estäo mais lá... e nem falo das coisas da minha infância.

Voltei depois de quase três anos e encontrei a cidade cheia dos mesmos problemas e täo vazia dos cantos que pertenciam a mim.

Tenho apenas 25 anos, mas já posso dizer que no meu tempo eram "outros carnavais". A gente SENTAVA no parafusos pra OUVIR as marchinhas de Seu Malaquias. A gente encontrava lenine no RecBeat lá em OLINDA, sem aperto... VENDO e OUVINDO o show. A quarta-feira de cinzas era um amanhacer quase que sagrado feito reveillon... agora ver o nascer do sol pro trás das esculturas só se for por entre os buraquinhos da cerca de "seguranca".

O meu Salgueiro-choräo, a árvore mais bonita, já näo margeia mais a Lagoa do cavouco... deixaram o mato crescer por lá. por fora e por dentro.

E no telhado da Torre de Malakoff que ninguém sobe mais? Onde já se viu empatar o pôr do sol mais bonito da cidade!

Me lembro uma vez... no meio das minhas tristezas subi na Torre pra olhar o cais... de repente comecou a cair uma chuva colorida de fogos de artifício... bem ali sobre a minha cabeca. Era aniversário da cidade.

Era minha cidade. Era.

26 abril, 2009

hurricane festival

tô pra morrer porque nenhuma boa alma caridosa quer ir comigo.
pra mor-rer!

22 abril, 2009

Oops!... I Did It Again

é... de novo. e quer saber? isso näo me deixa nem um pouco contente.
sabe dr. house na porta de cuddy, doido pra gritar "vem cá, popozuda", mas dá meia-volta e vai-se embora? (assistiu, näo?) pois é... é assim que eu lido com meus medos: dou meia-volta. e faco isso sempre. ad infinitum.
p.s.: devo prometer pra mim mesma que voi a última vez? como da última vez?
p.s.2.: minha gente, em 12 episódios Kutner vai morrer!

16 abril, 2009

escolhas

minha vida é feita de escolhas... erradas.
se num segundo eu posso mudar tudo... eu tomo a pior decisäo.
e faco isso... várias vezes. o tempo todo.
e näo tem volta.

12 abril, 2009

estrelas!

odeio gente-estrela. artista-estrela, entäo... é gente-estrela piorada: escritor-intelectual-estrela... cineasta-cabeça-estrela... artista-plástico-vanguarda-estrela... odeio. e como se já näo me bastassem os professores-arquitetos-estrelas, aparecem entäo os projetos-de-qualquer-coisa se achando... estrelas.

o projeto em questäo, segundo período (assim... que nem eu), conversando no pátio da faculdade depois de uma aula de "desenho a mäo livre":

- herr schrader näo compreendeu meu trabalho... näo achou bom...

- (((o professor explica as coisas direitinho, pedro-bó... se é pra desenhar uma mäo de forma realista e simples, entenda: utilize linhas claras e precisas... sem sombras e frescuras e etc e tal... como, em bom alemäo, foi dito. entendeu, ou quer que eu, a näo-alemä, desenhe?)))

- näo gostou que eu fiz algo diferente...

- (((é SÓ um exercício de desenho, pedro-bó, o objetivo é cumprir com as exigências do mesmo... simples assim, ó.)))

- ele näo entendeu que com meu desenho eu JÁ amadureci um estilo.

- ((( o.O ... é porque se säo tantos anos de experiência, né? tá na faculdade ainda pra que, estrela?)))

ô povinho, viu?!

02 abril, 2009

primavera nos dentes

"Mrs. Dalloway disse que ela própria iria comprar as flores. amores-perfeitos amarelos, pra colocar na jardineira da varanda. No caminho, uma bola de málaga outra de amareto, bitte.

Quanto a Lucy, já estava com o serviço determinado. Já tinha separado os ingredientes; em pouco assaria sua torta de limäo. Mas que tarde, pensou Clarissa Dalloway – fresca como para crianças numa praia!"

26 março, 2009

sobre recife...

de longe, nesses dois anos e meio, recife sempre fora, em meio aos meus choros e saudades, a cura do mal.
de perto mostrou-se ser o que sempre foi: feia, caótica, suja... o lugar do qual eu sempre quis fugir.
daqui... novamente de longe, fico feliz por ter ido embora. mas näo sem lamentar a falta da família e dos poucos amigos. eram (e säo) eles, na verdade, o lugar pra onde eu sempre vou querer voltar.

23 fevereiro, 2009

19 fevereiro, 2009

brasileiros no exterior

a) o vôo é frankfurt-recife. a cidadã puxa conversa na fila: "oi, tu és de recife?". pergunta mais uma ou duas coisinhas, até perceber que você mora mesmo por lá pela deutschlândia. dois minutos depois, antes mesmo de perguntar seu nome: "e tu vai casar?". se foder pra conseguir um visto de estudante pra que, se você pode sentar na praia e em duas semanas dar o golpe do casório?
.
b) dentro do ônibus que te leva do terminal para o avião. frio lá fora, portas fechadas. bebê com roupas demais chorando. a mãe, uma brasileira phyna, BERRA do fundo do ônibus para o motorista. uma, duas, três vezes. sem nenhum "por favor" no meio de qualquer uma das três frases. educação pra que, né?
.
c) cidadão mal entra no avião. senta no braço da cadeira e dispara em alto (bem alto) e bom som: "vamo agitá, galera. botá um forrozim e um samba aê! ... ah... esse povo tá tudo querendo dormir. tão pensando que vão dormir, é? vou deixá ninguém dormir, não...". e batuca na cadeira. horas depois, durante uma forte turbulência. alguns passageiros temerosos e o nosso hellcifence: "seguuuuura peão!". pra terminar, o avião pousa e nosso amigo, junto com metade da tripulação, aplaudem o pouso. cafuçu define.
.
moral da história: corrão!

13 fevereiro, 2009

eu quero ser ruiva!

sete euros e 45 minutos depois as únicas coisas que ficaram vermelhas foram a toalha e meu couro cabeludo. e só.

11 fevereiro, 2009

poupee



eu-fresca-boneca-virtual...
pra vestir, despir, ganhar ribbons, comprar cacareco, maquiar, etc...
coisa de mulherzinha.
adoro.

porque näo eu?



eu só queria entender porque eu näo nasci linda e talentosa.

08 fevereiro, 2009

eu quero ir embora

... e hoje eu acho que na verdade eu nunca quis.
näo foi recife, nem viena, nem é a alemanha... sou eu. e eu näo posso estar em lugar nenhum sem que eu esteja junto. e isso cansa. eu me canso. eu näo me aguento mais. quero ir embora de mim.

06 fevereiro, 2009

“Pare tudo por seis minutos e assista”



e quem vai dizer alguma coisa quando essa menina se transformar numa terrorista. tá errada?

(reproduzido daqui, que copiou aqui... e mais sobre isso aqui)

04 fevereiro, 2009

sorte

a.ca.bei de ganhar dois ingressos pro show do Bloc Party na sexta!!!

quando fevereiro chegar...

http://www.carnavaldorecife.com.br/downloads/programacao09.pdf

... saudade já näo mata a gente.

27 janeiro, 2009

?!

se eu moro aqui, do ooooutro lado do atlântico, e a fofoca (que nem foi espalhada) chega lá, ou melhor, desse lado daí... conclui-se que...
a) o mundo é mesmo pequeno
b) as pessoas säo psicopatas e, mesmo depois de anos luz me perseguem

24 janeiro, 2009

a melhor coisa de todos os tempos da última semana



adoro versöes. as boas.
acabei de descobri version do mark ronson (mas pode chamar de mark feat. um.mol.de.gente.em.versöes.per.fei.tas.)

pra ouvir alto e no repeat. ficadica!

15 janeiro, 2009

lateinamerika filmfestival münster

poucas coisas me tiram um sorriso mais despretencioso do que um lugar com operador de fotocopiadora, embalador no caixa de supermercado, cobrador de ônibus, cerveja dividida...

poucas coisas me tocam mais do que música...

poucas coisas me fazem sentir mais em casa do que me perceber antes de tudo, latina... latinoamericana.

11 janeiro, 2009

"ressaca eterna de uma mente sem lembrancas"

ele bêbado. ela bêbada. os dois no ônibus.
ele quase dormindo. ela quase vomitando.

ela: vamo, vamo, vamo!
ele: anh?!
ela: desce que eu vou vom...

eles descem. ele acorda. ela respira.

ela: porque a gente desceu do ônibus?
ele: anh?!?!?!
ela: por-que a gen-te des-ceu do ôôôô-ni-bus?????
ele: porque VOCÊ quis.
ela: EU?!?! o.O

(baseado em fatos reais. qualquer semelhanca com a realidade NÄO é mera coincidência.)

08 janeiro, 2009

meu lado carry bradshaw

melissas, mas pode chamar de objetos do meu desejo.
agora eu só preciso de 218 reais pra sossegar... doacöes?!