07 maio, 2009

sobre Recife

Definitivamente eu envelheci.
Minhas coisas preferidas na cidade onde cresci já näo estäo mais lá... e nem falo das coisas da minha infância.

Voltei depois de quase três anos e encontrei a cidade cheia dos mesmos problemas e täo vazia dos cantos que pertenciam a mim.

Tenho apenas 25 anos, mas já posso dizer que no meu tempo eram "outros carnavais". A gente SENTAVA no parafusos pra OUVIR as marchinhas de Seu Malaquias. A gente encontrava lenine no RecBeat lá em OLINDA, sem aperto... VENDO e OUVINDO o show. A quarta-feira de cinzas era um amanhacer quase que sagrado feito reveillon... agora ver o nascer do sol pro trás das esculturas só se for por entre os buraquinhos da cerca de "seguranca".

O meu Salgueiro-choräo, a árvore mais bonita, já näo margeia mais a Lagoa do cavouco... deixaram o mato crescer por lá. por fora e por dentro.

E no telhado da Torre de Malakoff que ninguém sobe mais? Onde já se viu empatar o pôr do sol mais bonito da cidade!

Me lembro uma vez... no meio das minhas tristezas subi na Torre pra olhar o cais... de repente comecou a cair uma chuva colorida de fogos de artifício... bem ali sobre a minha cabeca. Era aniversário da cidade.

Era minha cidade. Era.

3 comentários:

  1. ...eu sinto isso com Petrópolis. e olha que eu até vou lá de vez em quando, mas non é mais a cidade em que eu cresci.

    ResponderExcluir
  2. gostei do seu blog,
    eu to indo pra pertinho daí, na holanda
    nao eh tao perto, rs. mas é isso aí ..
    =)

    boa sorte

    beijocas

    ResponderExcluir