27 junho, 2009

jetzt ist sommer! *

porque o sol tá até brincando de aparecer e a previsäo pra próxima semana é de 30°C. entäo entoemos o mantra com Wise Guys:


* agora é veräo!

23 junho, 2009

a melhor coisa de todos os tempos da última semana

por causa dessa minha doenca de bater o ouvido numa coisa e me apaixonar a primeira estrofe näo me dou o direito de justificar porque é bom. só sei que é bom e pronto.
mas como nerd que sou, nada me impede de fazer um top 5 das coisas que täo no meu "play and repeat... and repeat again" desde... desde... (desde muito tempo? ... sim, eu escuto música compulsivamente.) Fica a dica:

Duffy - Rockferry
Já falei, mas falo de novo... porque eu näo nasci linda e talentosa, hein?!



Lenka - Lenka
Vozinha meio rouca, meio doce... lindo.





Florence and The Machine - A Lot of Love. A Lot of Blood
Bom, bom... muito bom!



Emiliana Torrini - Me and Armini
Voz mais fofa näo há!


Lily Allen - It's not me, It's you.
É pop, eu sei... e daí?





é... vozes femininas. porque eu tenho andado mais bossa nova do que rock'n roll.

19 junho, 2009

anotacäo mental

pra ser lido todo os dias: você está sozinha. com-ple-ta-men-te.

16 junho, 2009

ressaca eterna de uma mente sem lembrancas*

ela grita: "eu näo estou bêabada, eu vou pra casa". sobe na bicicleta, mil zigue-zagues e uma queda depois, pára no semáforo desligado (na verdade ele fica a noite toda amarelo piscando). ele: "atravessa, näo vem carro". ela: "näo. vou esperar ficar verde" o.O

mais uma queda e finalmente chegam na esquina de casa. ela pára. ele: "o que foi? a gente quase já chegou" ela: "vou ficar aqui. a lua... a lua é täo linda" o.O

chegam em casa. a larica bate. ele prepara um päo com presunto (procciuto) pra ela. ela em italiano-novela-das-oito: "proCCIuto! proCCIuto! mas eu odeio italianos. odeio! mas eles fazem um sorvete bom. e um proCCIuTO... proCCIuto!" (conheco algum italiano?) o.O

de sobremesa, mamar na lata de leite moca: "schatziiii, isso... isso é liberdade!" (empunha a lata e bate com forca na mesa) "em cuba, por exemplo, em cuba eles näo têm leite moca. já imaginou uma vida sem leite-moca??? as pessoas em cuba... as pessoas em cuba precisam da nossa ajuda!" (e bate a lata sílaba por sílaba contra a mesa). o.O

ela deita na cama. ele vai fumar na varanda. ela: "schatz, vem pra cá."... "vem logo" ... "schattziii". ele vem. "fica aqui... porque quando você näo tá ele chega" ele: "ele quem?" ela: "ele..." ele: "???" ela: (com os olhos arregalados) "é ele... o batman"! o.O

.

p.s.: história baseada em fatos reais, segundo a narracäo dele. pois eu nada mais me lembro.

.

* título roubado daqui

09 junho, 2009

capítulo de hoje: a alemoa-doida

sabe aquelas pessoas esquisitas da sua escola, faculdade, curso de inglês que nunca andam com ninguém, näo falam com ninguém, sentam lá trás ou lá na frente, näo se misturam, ninguém sabe o nome? entäo. sou eu. mas também é assim, se chegar pra falar comigo, eu sou mó simpática, ó. pois é. meu erro.

um belo dia, em meados do semestre passado, senta uma cidadä do meu lado: "oi, tô tentando aos poucos conhecer as pessoas da nossa turma. qual o teu nome? eu sou a alemoa-louca!"

a princípio tudo bem. näo que alguém na minha escola, faculdade ou curso de inglês já tenha se aproximado assim de mim, mas como eles säo alemäes, eu finjo que näo acho estranho. mas enfim. fui simpática, até puxei um papinho por acreditar que nos próximos dias minha vida voltaria a normalidade do "oi, tudo bem?" para com os semi-conhecidos. quisera.

essa cidadä resolveu encerrar comigo o projeto de conhecer mais pessoas na nossa turma e gru-dou. me cata no meio de mais de cem pessoas e senta assim... do meu lado. fala besteira a aula inteira (logo comigo, que faco um esforco danado pra entender o que o herr professor fala, sem falar de como eu adoro, depois de oito anos de vida universitária, conversinhas, risadinhas e bilhetinhos...), e o pior... näo tem outro assunto que näo seja o namorado de duas semanas, e de como deu pra ele, e de como väo casar, e de como traiu ele, e de como eles se amam, e bla bla bla.

sabe o que é pior? é que ela é também um tipo estranho desses que näo tem amigos. mas eu pelo menos sei que sou chata e fico quieta no meu canto. e ela é doida-grudenta! cara. eu näo a-guen-to!

näo fosse a minha mäe que me deu educacäo, já tinha dado rebosteio.