10 agosto, 2011

9 coisas aleatórias sobre mim

Semana passada recebi um meme da Mel, mas como eu tava meio ocupadinha com visitinhas + arrumar minhas malas, só deu tempo agora de pensar em 9 coisas aleatórias sobre mim:
  • doces. adoro doces, e quando cheguei na alemanha morria de saudades de tortas de limão, ou bolinhos de banana. pra não morrer numa crise de abstinência tive que aprender a fazer! tortas, biscoitos, bolos, minha casa parece casa de vó, todo domingo tem alguma coisa fresquinha saindo do forno.
  • pintando o cabelo. desde os 15 anos meus cabelos não são mais os mesmos. foram 10 anos brincando com água oxigenada, henna, papel crepon, etc... sempre a procura do vermelho perfeito. há 2 anos percebi como meu cabelo estava um lixo e por isso parei. mas ainda vejo os resquicios de tinta nas pontinhas dos cabelos, e continuo pensando duas vezes ao olhar a prateleira de tinturas na drogaria.
  • a louca. eu sou cheia de pequenas neuroses. pequenas e inofensivas manias que me fazem parecer assim... louca. como por exemplo a neura dos pregadores de roupas coloridos: uma peça de roupa NÃO pode ser pendurada por pregradores de cores diferentes. NÃO PODE! ou os enlatados do armário que precisam ficar na mesma prateleira dos enlatados, mesmo que só tenha espaço na prateleira dos pacotes de macarrão. ou... ou... ou...
  • cantar. se você disser que eu desafino, amor... saiba que isso em mim provoca muita dor. dói, mas eu sei que é verdade, seu joão gilberto. cantar é pra mim o dom mais lindo que alguém pode ter... e taí uma coisa que queria mesmo saber fazer, mas Murphy colocou o dedo na minha testa e me presenteou com uma afinação igual a da angela bismarchi. ou seja...
  • português.  não que 5 anos na alemanha não tenham me feito esquecer um milhão de regrinhas, mas assassinatos à língua é coisa que eu não cometo. me reviro toda sempre que vejo erros de português grotescos, corrigindo tudo mentalmente, e rezando pra nossa senhora da gramática pra castigar esse povo.
  • tatuagem. eu tenho uma tatuagem em cima de outra tatuagem. e não é que eu tenha me arrependido (ou tatuado o nome de um ex), mas é que deixou de ser eu. fiz minha primeira tattoo com 16 anos, e era um solzinho com um "OM" no meio. cinco anos depois o OM sumiu, o sol cresceu e virou um miró =)
  • dawsons creek. eu era APAIXONADA por Dawson. em 1999 dawsons creek era exibido aos sábados no sbt por volta das 11:00. bem na hora da minha aula de inglês. problema? nenhum! eu programava o vídeo-cassete e gravava todos os episódios pra ver depois mais de uma vez. e aí o sbt deixou de passar a série, e eu tive que esquecer... até que em 2009, o kino.to, me fez a pós-adolescente mais feliz e me devolveu Dawson, capítulo por capítulo, até o fim.
  • made it myself. eu sempre gostei de trabalhos manuais. quando era criança fazia cartões pros meus pais; na adolescência pintava camisetas, fazia bijuteria, capa de caderno, desenhava... com a faculdade de arquitetura veio a carpintaria e o gosto por pequenos objetos (mais recentemente terminei o relógio da cozinha, e há uns dias comecei a luminária da sala). adoro fazer as coisas eu mesma, e deixar a casa com mais cara de minha.
  • violão. eu toco secretamente violão. mal. mas eu toco. desde de criança aperriava meus pais pra fazer aula. mas parece que não me levaram a sério e eu cresci com a minha frustração... até o natal de 2007, quando o namorido me deu de presente um dos seus violões. e eu adoro sentar com o ele (o violão) no colo e arranhar minhas músicas preferidas, desde que não tenha ninguém olhando.
 ... e vocês? me contem coisas aleatórias!

5 comentários:

  1. aninha, dawson's creek passava na globo, não? =)

    ResponderExcluir
  2. Eu sempre quis ser artista. Nao famosa, so artista. Ter criatividade pra pintar, desenhar, inventar, fotografar... qualquer coisa! Lutei a minha vida pra fazer alguma coisa legal, diferente.
    Bem, descobri que meus pais me fizeram toda de tiquinho. Do lado criativo, so a vontade. Do lado logico toda a chatisse do perfeccionismo.
    No final, sou boa naquilo que nao gosto, e sou pessimo naquilo que amaria fazer.
    Quer mais Murphy que isso?

    ResponderExcluir
  3. balão, agora nem sei mais. mas até ontem eu achava que era no sbt... ea viciadinho tb, né?

    mi, bora tomar uma... eu, tu e Murphy

    ResponderExcluir
  4. Nem me fala em Dawsons Creek, eu quero viver minha vida inteira ao lado do Pacey. Forever and ever :)

    ResponderExcluir
  5. Ana como eu me identifiquei com essa do cabelo. Eu sempre tive obcessao por mudar cor do cabelo, achar tudo meio boring e o pouco de cabelo que eu sempre tive, ficou um lixo. Decidi que agora so pinto, nao descoloro, nao farei mudancas radicais ate segunda ordem, e me mantenho afastada as prateleiras de tintura.

    Quando ao portugues, eu juro que nao fugi das aulas, mas olha eu dou umas deslizadas feias, vergonhoso (no momento usando um teclado suico alemao que nao consegui configurar)

    Beijao

    ResponderExcluir