22 dezembro, 2012

DIY Christmas!

minha mäe me deu duas coisas: o gosto pelas coisas feitas à mäo (as minhas), e o gosto pelo natal! soma-se uma coisa com a outra e subtrai-se o tempo que meu tcc me tomou nessas últimas semanas, resulta-se entäo numa coisinha aqui e outra ali, feita com capricho, e um pouquinho - menos do que se desejou - de natal pela casa. 

e tudo comeca quatro semanas antes... com o período do advento. e duas coisas säo de lei: calendário e guirlanda do advento.


1. e 2. calendário do advento que eu fiz pro Herr. todo dia tinha um quiz ou um joguinho. ao "raspar" a resposta certa, ele recebia as instrucöes pra achar o presentinho. tutorial da raspadinha aqui.
3. guirlanda do advento. a cada domingo, acende-se uma velinha. amanhä as quatro estaräo acesas. =) fiz o suporte com papeläo panamá, cobri com papel craft, e decorei com folhagem e pinhas.

 e no meio disso uma coisinha aqui outra lá... 


4. näo sei se dá pra ver... mas é purpurina pura! o tutorial - que tive de adaptar, já que näo dá muito certo - achei aqui... usei um papel mais durinho e colei gliter, MUITO gliter!
5. a guirlanda eu fiz no ano passado... säo florzinhas de papel prata fosco. florzinha por florzinha. esse ano näo teria tempo.
6. rudolph! eu adorei tanto ele que tô pensando em deixar aó o ano todo! nesse site tem o passo-a-passo pra fazer ele pequenininho, com papel A4 comum. eu ampliei os moldes e fiz com papeläo panamá e pintei.

e a tradicäo manda cortar um pinheirinho por ano, decorá-lo, e deixá-lo lá... por no máximo quinze dias. but "a said: no... no... no". e fiz minhas arvorezinha natalinas eu mesma.


7.  o vinho nosso de cada dia!
8. comprei essas mini-bolinhas e decorei o bonsai.
9. tinha catado essas pinhas há zilhöes de anos... com cola quente e um cone-suporte feito de cartolina, sairam do fundo da gaveta pra bancada da cozinha.
10. enfim. näo entremos em detalhes, mas näo posso jogar essa árvore de madeira fora. o.O. o jeito que deu, foi dar um jeito e deixá-la na varanda.

e vocês? há quantas anda a decoracäo de fim de ano?

20 dezembro, 2012

in der weihnachtsbäckerei

assar biscoitos é uma tradicäo natalina por essas bandas de cá (tem musiquinha e tudo, ó). afinal, com esse tempo cagado quem näo quer passar o dia esquentando a barriga no fogäo, hein? entäo desde que eu cheguei aqui, todos os anos, eu e o Herr contribuimos para difundir a tradicäo.

é mais fácil fazer uma "cobra" grande com bico de confeiteiro
e depois cortar no tamanho dos biscoitinhos

esse ano escolhemos duas receitinhas fácim, fácim, e super boazudas:

spritzgebäck

junte 230gr de trigo, 200gr de manteiga sem sal, 70gr de maizena, 110gr de acúcar de confeiteiro, 2 gemas, 1 pitada de canela em pó, casca de meio limäo ralada, e essência de baunilha e misture tudo no processador por cinco minutinhos. com o bico de confeiteiro (com ponta estrelada grande) molde os biscoitinhos sobre papel manteiga. leve ao forno pré-aquecido a 170°C por 12 minutos. fertig! se quiser dar um up na coisa, mergulhe as pontinhas em chocolate meio-amargo.

vanillehörnchen
com as mäos, misture 250gr de trigo, 150gr de manteiga sem sal, 100gr de acúcar, o "pozinho" de uma vagem de baunilha, 100gr de amêndoas (metade em pó, metade em pedacinhos). molde os "chifrinhos" (meia-luas), coloque-os sobre papel manteiga e asse a 170°C por 12 minutos. retire do forno, coloque os biscoitos numa lata e ainda quente polvilhe com acúcar de confeiteiro.

de um lado os vanillehörnchen prontos pro forno,
do outro os spritzgebäck prontos pra barriga!
fica tudo muito lindo e tudo muito bom! e se você quiser avacalhar alemanizar a coisa, coloque numa embalagem bonitinha e presenteie no natal.

06 dezembro, 2012

depressäo de inverno

tem um céu azul lá fora. mas säo MENOS dois graus celsius. acordei, e estava nevando. merda branca. tive que sair, pra ir ao banco. um frio de doer os ossos. o inferno é gelado. 10 da manhä de um dia escuro que näo raia. escuridäo de pedir pra morrer. eu mal tinha acordado e ele já tinha aberto todas as janelas. pra arejar. pra entrar o vento que congela a alma.

... e eu vou continuar reclamando. até abril. aguentem.

... a vida é um sopro.

Oscar Niemeyer . 15.12.1907 - 05.12.2012

23 novembro, 2012

beijomeliga

galero, até marco o ritmo é de TCC...
volto aqui quando der.

10 novembro, 2012

bye bye, bike

bicicleta é um item fundamental aqui no meu fim de mundo: säo em média duas magrelas por habitante.  quando mudei pra münster, herdei a minha de uma amiga do maridón que estava deixando a cidade (thanks, romina). foi dada com todo carinho, e eu super amei, mas a pobre já näo estava lá muito bem das rodas:
magrela véia de guerra

_ fita isolante dava a sustança dos encaixes do quadro: e täo lá até hoje, junto com os arranhöes

_ näo tinha descanso: e continua sem ter. comprei por duas vezes, mas ambos quebraram em poucos dias... entäo passei a usar muros, e cercas, e arbustos pra "descansar" a bicicleta

_ o freio da maneta näo funcionava: e näo funciona até hoje. maridinho, com toda a boa vontade, tentou arrumar, mas näo deu jeito. me acostumei a usar apenas o freio dos pedais - é uma bicicleta tipo holandesa, comum por aqui. se você pedalar pra trás ela freia - que na data de hoje funciona täo eficientemente como o resto da bicicleta. ou seja: näo sei como sobrevivi.

_ sem cestinha: quando bicicleta é meio de transporte, cestinha é fundamental. ou como vocês pensam que väo carregar a bolsa e as comprar do supermercado, hein? comprei a cestinha nova por 5 dinheuros há quatro anos e meio atrás. fixei com abraçadeiras de pRástico... que quebram a cada três meses... e que partem o trançado da cestinha deixando buracos lindos...

com o passar dos anos, a coisa näo melhorou, e a bicicleta näo rejuveneceu:

_ troquei a lâmpada do farol dianteiro umas duas vezes.

_ a luz traseira passou a maior parte da sua existência na base do mal contato, boa parte sendo trocada (foram quatro no total), e o resto simplesmente näo existindo...

_ cada trimestre a sela ganha uma rachadura nova, e agora quando chove já armazena água sufuciente pra um banho de bunda

_ já estamos na terceira campanhia

_ o pneu já furou 265656266 vezes, e se näo fossem as qualidades borracheiras do marido, eu faria visitas quase que bimestrais à oficina...

_ o prêmio encheçäo-de-saco vai pra corrente, que cai a cada buraco. já foi consertada umas quatro vezes, trocada duas, e agora chegou num ponto que eu entreguei pra jesus mesmo porque jeito num tem mais.

_ ferrugem aqui é só bóia. e corroeu o pára-lama traseiro. levei na oficina, o rapaz muito eficiente - só que näo - só trocou uns parafusos. o armengo näo durou duas semanas. eu amarrei um laço de cetim verde... tá lá até hoje.

_ o último suspiro quem deu foi o guidon. a falta de descanso rendeu zilhöes de quedas a magrela, que primeiro entortou o eixo do guidon - que eu desentortei 1545451 vezes até que ele resolveu näo mais desentortar - e depois entortou o manete - que eu desentortei 1545451 vezes até que ele resolveu näo mais desentortar - e depois o manete comecou a rachar, de um jeito que se eu segurar firme o guidon agora ele parte.

como vocês vêem, amiguinhos, todas as partes da bicicleta foram contempladas igualmente pelo processo de desintegraçäo, ou seja... é a natureza agindo, mostrando pra gente esse processo natural täo fascinante...

... mas, ó, näo tem nada näo. esse mimimi todo é só pra dizer que eu acabo de comprar uma velha bicicleta nova pra me carregar por aí (ÊêêÊÊêê!!!) e que eu näo vou reclamar nunca mais. thanks, ebay!

Update: bike-nova que é velha

07 novembro, 2012

hamburg - o portäo da alemanha pro mundo

a primeira vez que estive em hamburg, a sensacäo foi de "mudamos pra cá quando mesmo?". foi um fim de semana de sol nesse imenso cais, cenário perfeito pra paixöes à primeira vista.
no último fim de semana, mais de dois anos depois, debaixo de vento, chuva e frio, voltei lá. e, à segunda vista, a sensacäo foi de "mudamos pra cá quando mesmo?".

a verdade é que näo sou dada a paixöes a primeira vista - de tantas cidades que vi, só berlin me fez querer mudar de mala e cuia. mas meu amor por hamburg é no fundo esse amor pelo porto, pelo cais, pela brisa... que conheco täo bem (saudadinha de hellcity mode on).

mas, sem mimimi, hamburg - entres outras coisas - foi assim:
alugamos um cafofinho pro fim de semana (todaschora) em st. pauli, que é o bairro cool de hamburg. tem bar, cassino, teatro, café, discoteca, restaurante, loja, museu, cinema, grafite, mercado... precisa mais ir pra onde?
... e tem putaria também: a hebertstraße, no melhor estilo prostitutas na vitrine - a la amsterdam - onde mulher e "de menor" näo entram.

as margens do elba, hamburg é dona do maior porto da alemanha e do segundo maior da europa: os portöes da alemanha pro mundo =)


pela cidade fluem canais - ou fleete, como dizem os "hamburgers" - aqui, no speicherstadt, por entre os antigos armazéns do porto.
e os velhos armazéns, que já näo estavam bem das pernas - ou das estruturas - däo lugar a novos prédios e a um urbanismo novo, coisa linda pra arquiteto ver: é o hafencity.

mas na deichstraße o velho continua velho - e impenado, e se agarrando nas escoras - mas continua lindo. entäo deixa, né?!
a prefeitura - toda trabalhada no historicismo do século 19 - ocupa um quarteiräo inteiro e se abre num largo onde pontinhos amarelos de dispöes a pular ;)


e tem mais, tem muito mais... tem uma vontade enorme de voltar. mas por hora voltemos ao mundo real, sem deixar de se perguntar "mudamos pra lá quando mesmo?"

31 outubro, 2012

muffins de abóbora com caramelo

e continuando as comemoracöes do halloween - mentira, é que a abóbora que eu comprei era grande demais, e mesmo depois de 4kg de geléia ainda tinha abóbora na geladeira - vamos segurar na mäo de marta balina - eu avisei que era velha - e correr pra cozinha antes que o dia das bruxas acabe!

eu confesso que apesar desse aboboramento todo na vida, eu sou meio fresca pra comer o tal legume - acho a consistência muito massenta, por isso dificilmente uso a abóbora a seco. fiz os muffins com dois pés atrás - morrendo de medo que ficasse com gosto forte demais - mas os temperos sobressaem ao gosto da abóbora e deixam os bolinhos com um aroma maravilhoso.
ingredientes:
. 350gr de abóbora (eu usei moranga pois näo precisa descascar)
. 120ml de leite
. 100gr de manteiga derretida
. 100gr de açúcar (de preferência demerara)
. 2 ovos
. 200gr de farinha de trigo
. 1 colher (sopa) de fermento
. 1/2 colher (chá) de sal
. 1 pacotinho de vanillizucker (ou 1 1/2 colher de chá de baunilha)
. 2 colheres (chá) de canela em pó
. 1/4 colher (chá) de gengibre
. 1/2 colher (chá) de nós moscada e pó
. 50gr de nozes picadas

caramelo:
. 4 colheres (sopa) de manteiga
. 5 colheres (sopa) de açúcar (de preferência demerara)
. 1 pacotinho de vanillizucker (ou 1 1/2 colher de chá de baunilha + 1 colher de sopa de açúcar)
. 1 pitada de sal
. 2 colheres (sopa) de leite
. 1 1/2 colher (sopa) de açúcar de confeiteiro peneirado

preparo:
. retire as sementes da abóbora e corte-a em cubinhos. adicione o leite e cozinhe em fogo baixo por 10 minutos.
. com a varinha mágica (dá pra fazer no liquidificador também), bata até virar um purê.
. numa tigela misture bem a manteiga, o açúcar e os ovos. junte o fermento, o sal, o trigo. adicione o purê de abóboras e mexa bem. por fim, os temperos e as nozes.
. distribua a massa em 12 forminhas para muffins
. asse em forno pré-aquecido a 160°C (em fornos teutöes elétricos, na opçäo "umluft") por 20-25 minutos.
. retire do forno e coloque os muffins sobre algum tipo de grelha pra esfriar (o fundo precisa ser arejado pra que näo fique molhado e grudento).
. para fazer o caramelo derreta a manteiga, junte o açúcar, o sal, o leite e a baunilham e mexa até ficar um creme. desligue o fogo e junte o açúcar de confeiteiro.
. coloque o caramelo sobre os muffins ainda quentes, e decore (se quiser) com pedacinhos de nozes


feliz Samhain, bruxinhas!

29 outubro, 2012

pinboard de rolhas de cortiça

digam o que quiserem, mas pra mim, vinho fechado por rolha de plástico perde 90% do charme da coisa. o problema é que dizem por aí que o tal sobreiro - árvore de onde se extrai a cortiça - näo anda muito bem das pernas, näo. e como eu näo quero ser culpada pela morte do pobrezinho, nem vou abrir mäo do vinho nosso - charmoso - de cada dia, decidi dar às rolhas um destino diferente do lixeiro:
como base, usei uma tela de pintura (dá pra usar uma placa de eucatex também, você só vai precisar de algum tipo de argolinha pra pendurar), serrei as rolhas longitudinalmente, e colei à tela com cola para madeira. passou a noite secando e no outro dia já estava na parede da cozinha!  
 recomendamos uma musiquinha e um vinhozinho pra acompanhar os trabalhos!

28 outubro, 2012

geléia de abóbora com maçã e gengibre

e pra abrir as comemoracoes do halloween 2012 - mentira, é a abóbora que tá a preço de banana, mesmo - incorporemos o espírito da cozinha maravilhosa da Ofélia - yes, i'm that old! - pra fazer a geléia de abóbora mais gostosa de todos os tempos da última semana - sério!


ingredientes:
. 800gr de abóbora (pode ser qualquer tipo, eu uso a moranga que näo precisa descascar)
. 400gr de maçã
. 250ml de vinho branco
. 25gr de gengibre ralado
. 2kg de açúcar para geléia (em terras tupiniquins dá pra substituir por açúcar comum e adicionar folhas de gelatina. e se quiser uma geléia näo täo doce, use só 1kg de açúcar)
. raspas da casca de 1/2 laranja
. 1/4 colher (chá) de pimenta do reino moída fresca
. 1/4 colher (chá) de canela em pó
. cravos da índia

preparo:
. retire as sementes da abóbora e corte-a em cubinhos. fa
ça o mesmo com a maçä. junte tudo numa panela, acrescente o vinho e deixe cozinhar em fogo baixo por 20 minutos.
. com a varinha mágica (dá pra fazer no liquidificador também), bata até virar um purê.
. adicione o a
çúcar para geléia, as raspas de laranja e o gengibre, cozinhe por mais 10 minutos mexendo de vez em quando, só pra näo grudar (se usar folhas de gelatina, siga as instruçöes do pacote). junte a canela e a pimenta e desligue o fogo.
. distribua a geléia em potinhos de vidro, coloque os cravos da índia (pra cada potinho de mais ou menos 200ml eu usei 2 cravos), tampe e vire-os de cabe
ça pra baixo. quando esfriar guarde em local fresco.
. pronto!


melhor.coisa.do.outono... juro!

22 outubro, 2012

work(?)


- ana, a lua não tem medo?
- medo de que, rosa*?
- de cair de lá de cima...
- (Ownnnnn)

*rosa tem 4 anos e aprendeu hoje que a lua dá voltas no céu, dançando feito bailarina.

29 setembro, 2012

o diário de bridget jones, parte 2541451: the happy end

é com muito prazer, meine damen und herren, que eu anuncio aqui o fim do programa #magralinda! pela primeira vez na história desse país (e de todos os outros) chego, finalmente, à meta em uma dieta... e olhe que estamos nessa vida desde os 14 anos, ou seja.

queria agradecer a todos aqueles que contribuiram com esse espetacular resultado, dentre eles ao weight watchers, que me fez contar pontos até de copo d'água e me ensinou que esse corpinho magro lindo (que näo foi deus quem deu) fica mais feliz com uma banana do que com uma barra de chocolate. à minha bicicleta que me leva pra casa, pra faculdade, pro trabalho, e pra balada. e ao jogging nosso de cada dia, que me fez deixar de ser a pessoa mais sedentária do universo, e vai me transformar numa trintona atleta.

entäo é isso, deixemos lenine cantar em minha homenagem e comecemos oficialmente com o programa #magratododia, por que eu näo quero ser gorda nunca mais!

27 setembro, 2012

DIY - encadernando II

lembram do ócio criativo que resultou na tentativa de encadernar bloquinhos? pois bem, as tentativas continuaram e, eu - assim como os pokemóns - evolui... e o resultado é esse:

guestbook - A&R
deu um trabalho danado, mas fiquei täo contente com o resultado que já tô querendo fazer outros pra dar de presente... que vocês acham?

9 dias

os cerimoniais de casamento foram inventados para que casamentos acontecam: pra que os noivos possam brigar com a cerimonialista e näo entre si. só assim no fim eles näo se matam, o que impediria a realizacäo do casamento. essa é a funcäo. 
beijos e näo facam como eu. contratem um ou enlouquecam.

19 setembro, 2012

mil novecentos e oitenta e três

... e aos vinte e nove, com o retorno de Saturno
decidi começar a viver.

17 setembro, 2012

DIY: Dorothy Navy

passei um tempäo procurando uma sapatilha pra usar na parte "festa" da festa - porque noiva nenhuma é obrigada a sofrer em cima de high heels descendo até o chäo as 4h da manhã, né? por isso fiquei louca do c# quando vi essas sapatilhas da Buffalo London: muito brilho, muito glamour, muito amor!

só que os 109 dinhEuros pelo par não são amigos do bolso, e eu não sou tão doida do c# assim ... mas eu sou brasileira, não desisto nunca, e a internet é amiga, e tá cheia de tutoriais de como fazer seus sapatinhos brilharem!

comprei uma sapatilha de tecido (dá pra fazer com sapatos usados e com materiais sintéticos também) ao precinho amigo de no-ve dinhEuros. apliquei cola de tecido com um pincel (parte por parte) e joguei gliter (aos poucos). depois de secar apliquei umas três camadas de verniz transparente (em spray... se aplicar com pincel o gliter vai soltar). e voilá! o resultado é mara: o gliter preenche de fato todos os espacinhos (já vi outras técnicas que deixa a aplicação cheia de "buracos" e por isso se tem que passar várias camadas) e o verniz faz com que o gliter não solte.
(a fotos do antes é made in google. como base usei uma sapatilha igual só que azul.
a foto do depois não tá tão legal assim, mas o resultado joinha é garantido!)
vou brilhar de dorothy navy até de manhã!

13 setembro, 2012

uma regra simples

olha, os franceses inventaram essa coisa super formal e etiquetada que vem escrita em convites para as mais diversas solenidades que é assim: RSVP, que é uma abreviatura pra 'Réspondez S'il Vous Plaít', que em tupiniquim significa "responda por favor".

veja bem, sabemos que brasileiro é enrolado, vive dando bolo e adora responder 'talvez'. mas o que até hoje näo me era sabido é que alemäo, apesar de toda a sinceridade, também tem medo de magoar um coração... principalmente o coração de uma noiva.

mas, ó, vou contar um segredo pra vocês: we don't care!

quando a gente escreve num convite "favor responder" é porque a gente quer MESMO que seja feito esse IMENSO favor em responder "sim" ou "não". e se você não for o pai da noiva, ou o melhor amigo do noivo, não precisa ter medo que a gente vai ficar magoadinho: we don't care!

porque, minha gente, uma lista de convidados prum evento grande - como uma festa de casamento - não é simplesmente uma lista de pessoas queridas com as quais você ficaria imensamente feliz em festejar/comemorar, é também uma lista de quantas porções serão servidas, quantos pedaços de bolo serão cortados, quantas garrafas de vinho e barris de cerveja serão bebidos, quantas cadeiras, quantas toalhas de mesa, quantos pequenos objetos de decoração, etc, etc, etc... é uma equação de tempo e dinheiro onde a cada "sim" ou "não" se desfazem os "x" e "y" e chega-se mais perto do sinal de igualdade.

portanto, amiguinho, faça um favor a humanidade. quando te perguntarem se você vai, e te implorarem pra responder, gaste um minuto do seu dia e escreva "sim" ou não". e se quiser ser fofinho, pode até esclarecer com uma desculpa esfarrapada, ou uma mentira qualquer, mas não esqueça: we don't care!

11 setembro, 2012

embalos de sábado a noite

entäo, näo vamos comecar a falar desse sábado de sol com o episódio da bandeja de morangos rolando pelos corredores do supermercado, nem do caixote cheio de compras caindo do carrinho.

é pra ser uma história curta, entäo vamos direto pra naitxe!

o metro é um barzinho supimpa aqui na cidade: o playlist é rock'n roll e a galerinha näo tem menos de 25 anos. mais ou menos uma ou duas vezes por mês eles fazem festinha pra descer até o chäo: as cheias de calor humano 'metro at home'. como a festa é disputada e o espaco é pequeno, a metro at home se transforma - em intervalos näo muito regulares de tempo - em 'metro on tour': as mesmas musiquinhas legais, cada vez numa discoteca diferente da cidade.

sábado eu vi (viu mesmo, ana?!) que a festa seria no skaters palace, uma disco no cu do mundo da cidade. confiantes na minha (des) informacäo, fomos eu e o herr (parafraseando a brunalemanha), esperamos na fila pra entrar (estranho), pagamos, näo vimos nenhum cartaz da festa (mas sempre tem), ouvimos mr. vain (rock'n roll naonde???), observamos os pós-adolescentes (näo era hora das criancas estarem na cama?) urrando como wikings, e finalmente (parabéns sherlocks!) decidimos usar nossos telefones inteligentes: nesse sábado a 'metro on tour' era - tcha-ram - no carpe noctem, o outro cu do mundo da cidade.

 

mas a festinha no carpe noctem foi legal! :)

27 agosto, 2012

breaking bad

entäo... hoje eu vai ser uma história, senta aí.

era meu aniversário de 14 anos e meus coleguinhas resolveram me fazer uma surpresa. trouxeram farinha de trigo e ovos e queriam comemorar comigo na saída da escola, olha que legal! primeiro esperaram que eu saísse por livre e espontânea vontade de festejar esse dia super bacana com eles. como viram que maomé näo ia mesmo até a montanha, resolveram carregar a montanha até maomé. me abracei ao portäo de ferro da pré-escola e fiquei lá... por ho-ras. meus amigos queridos iam e vinham tentando me convencer que "poxa, surpresa maneira a gente preparou". continuei lá. até que um a um eles foram cansando e tomaram o rumo de casa. passaram dias superchateados comigo, porque "porra, aninha, estraga festa e taws". caguei.

a moral da história: näo nasci pra ser palhaça de festa de nin-guém.

o que eu aprendi na vida: se tem uma coisa que eu näo faço questäo é de querer agradar NINGUÉM

o que walter white me ensinou:
fim da história. pode levantar.

23 agosto, 2012

sächsische schweiz

mini-férias ou feriadäo (sem feriado)... tempo pra botar a mochila e a barraca nas costas e andar... andar... e andar!

destino: parque nacional Sächsische Schweiz, regiäo da antiga DDR, onde os alemäes falam engracado e a fronteira com a república tcheca - e a cerveja gelada barata - fica logo ali.

quatro dias partindo de bad schandau, na alemanha, até mezní louka, na república tcheca. subir e descer montanha, escalar pedra, morrer de medo, dormir em gruta, andar de barco, beber cerveja de 1€ e ver paisagens lindas que pagam cada gota de suor.

09 agosto, 2012

DIY - encadernando

a idéia é de fazer tudo. eu mesma. de cortar cabelo na frente do espelho até construir casa de passarinho. e hoje foi dia de aprender a encardernar rusticamente.


chamemos de ócio criativo, ou primeiros testes pro (livro de convidados) que há de vir.


o passo-a-passo é batata (mesmo pra quem tem inglês capenga)! e depois do primeiro monstrengo (usei um barbante muito grosso e não prestei atenção no alinhamento dos maços de papel) fica tudo mais fácil e bonitinho. já posso ver capa trabalhada, páginas coloridas, barbantes diferentes...

08 agosto, 2012

achados do dia

há sempre uma listinha "coisas que eu preciso escutar". são coisas que eu escuto no rádio, num bar, num comercial de tv, ou numa festinha: paixões à primeira nota que merecem um segundo encontro. pois bem, hoje tomei vergonha na cara e ouvi (baixei) boa parte dos achados... e quanto tempo perdido, meu deos!

Foster the People
indie pop californiano desde 2009... chegou na listinha via rádio.


Of Monsters and Men

pra quem acha que só tem a bjork na islândia, ó.



Ben Howard
folk/rock inglês... guitarra acústica linda.


Kraftklub
é da alemanha-nha-nha. perdi o show deles no hurricane, mas hei de me vingar!


11 julho, 2012

alemanizando: ah... o veräo!

quäo familiarizado(a) você está com veräo alemäo? teste seus conhecimentos nesse quiz mara!

1. quando acontece o veräo na alemanha?

a) como em todo o hemisfério norte de 22 de junho a 22 de setembro. como dizem os livros de geografia.
b) veräo na alemanha?! nunca vi.
c) ano passado foi em abril...

2. qual a temperatura média no veräo alemäo?

a) 30°C... é veräo, uai!
b) 18°C e chuva
c) 40°C como no Rio de Xaneiro!

3. o que dizem os alemäes quando o termômetro ultrapassa os 25°C?

a) tá mara!
b) calor dos infernos do carai! (näo importa a estacäo do ano, o importante é reclamar)
c) e 25°C é veräo naonde? aumenta uns 10°C que fica joinha-joinha!

4. Interpretacäo de texto:

"Jetzt ist Sommer!
Egal, ob man schwitzt oder friert:
Sommer ist, was in deinem Kopf passiert."
agora é veräo!
tanto faz se você sua ou congela:
veräo é o que se passa na sua cabeca


o texto acima, é um trecho da música "jetzt ist sommer" (agora é veräo), hit do veräo de 2001, cantada pelos Wise Guys. o que se pode concluir a partir da interpretacäo das frases acima?

a) dependendo de quäo high você estiver, pode ser veräo no natal
b) o texto faz uma alusäo clara de que, na alemanha, veräo também é tempo de sentir frio
c) ligue o aquecedor e tome uma caipirinha

se você leu até aqui tá de parabéns... e se respondeu a maioria B (na primeira vale também a letra C), lamentavelmente você, assim como eu, conhece bem de perto o veräo alemäo. brace yourselves e oremos.

macarons... oui!

sempre adorei doces, e porque o ponto alto da confeitaria da minha mäe é bolo de laranja, aprendi já cedo que se eu quisesse torta no aconchego do meu lar, teria que fazer eu mesma. e só sei que foi assim... bolos, biscoitos, tortas, sobremesas... passei um tempo obcecada por muffins e cupcakes... até descobrir que bolo de bacia é pros fracos. o mais novo desafio da cozinha moderna säo os macarons, meine damen und herren!
challenge accepted, procurei pela receita perfeita (e cada um que diga que a sua é aque tá certa), testei uma ou duas e, claro, deu merda. achei o blog da aurélie e... voilá! os macarons que eu pedi a dios! bom até dizer basta e lindinhos que eles ficam... mas também näo tem como um negócio feito de acúcar e amêndoas ficar ruim, né?! recomendo ser forte, näo comer a massa crua, nem os macarons que acabaram de sair do forno... se näo acaba antes domesmo ganache (experiência própria...)
se seu alemäo tá joinha, vai lá vê o passo-a-passo da francesinha que näo tem erro!
p.s.: näo tem foto com recheio porque vou testar congelar as "casquinhas"

27 junho, 2012

eurocopa 2012

e vocês aí pensando que nunca na vida iriam me ver falar de futebol, né? pois desde que "gol" virou "tor" a cada dois anos (eurocopa e copa do mundo... e tá bom, né?!) eu visto a camisa (alemã ou brasileira?!), vou pro bar, faço bolão (ganhei 10 dinheuros esse ano... mua-ra-rá!) torço, faço voodoo pros holandeses (com o mesmo carinho que pros nuestros hermanos argentinos), e ... quer dizer... mais ou menos.
90 minutos é muito tempo e entre um gol e outro me entedio inúmeras vezes... até descobrir pontos "interessantes" da partida. (ou vai dizer que vocês prestam mesmo atenção no jogo tendo Xabi Alonso em campo?)
pois bem, pra entrar no ritmo da eurocopa (que já tá acabando) e por não ter nada melhor pra fazer, escalei a seleção que não me deixaria nem piscar por uma partida inteira (e a prorrogação, e os pênaltis, e...):


andy carroll
inglaterra
meio-campo
aplausos pra você, seu lindo


antonio nocerino
itália
meio-campo
amore mio


cristian maggio
itália
meio-campo
boy magia


gerard piqué
espanha
defesa
piquetón!


jakub blaszczykowski
polônia
meio-campo
blaszczykowski, blaszczykowski, blaszczykowski


mats hummels
alemanha(!)
defesa
pra não dizer que eu não falei dos alemÕes


niko kranjcar
croácia
meio-campo
sweetie


olof mellberg
suécia
defesa
seu viking!


simon kjaer
dinamarca
defesa
louro, alto... um príncipe dinamarquês


scott parker
inglaterra
meio-campo
sir, ...


xabi alonso
espanha
meio-campo
MUSO!!!


... e pra coordenar tanto corpinho bonito:


joachim löw
técnico alemão
52, com corpitxo de 25
o comedor de catota mais lindo da história


... e aê, esqueci alguém?

26 junho, 2012

o não-vestido

me desculpem vocês moçoilas casadeiras, mas existem poucas coisas no mundo mais bregas do que vestido de noiva (e bolo de noiva, e buquê de noiva, e penteado de noiva, e...). e foi por isso que deus me proveu de bom gosto e me fez nunca desejar um troço desses. 
sendo assim, eu desejei o não-vestido. que é o vestido, mas que não é de noiva e é coisa linda-de-morrer, e normalmente (mas graça a shiva não sempre) custa os zói da cara (e todos os outros órgãos do seu corpo também!).

ou seja, para POBRES mortais, missão quase impossível:




mas veja bem, colega, allah é bom e a internet é amyga. e desse jeito o não-vestido perfeito cruzou o atlântico de navio, passou pela alfândega alemã (o que deixou mais pobre), passou no meu quadril e encheu a minha vida de clichê e amor: quando você veste o vestido, você sabe que é ELE.


... agora é só perder uns quilinhos (projeto #magralinda continua!) pra poder respirar tranquila na hora de dizer "sim".

25 junho, 2012

hurricane festival ou o dia em que eu envelheci

the cure, mumford & sons, sportfreunde stiller, noel gallagher's flyng birds, la brass banda, florence & the machine, thees uhlmann & band, bombay bicycle club, kakkmaddafakka, ...
você vê um line-up assim, com todas as coisas que você quer ver no mundo (e viu! ♥♥♥), endoida e vai.

daí você chega lá e percebe que um acampamento todo trabalhado no lixo e na imundicie; 70.000 pessoas dotadas de toda a falta de noção; uma organização desprovida de qualquer tipo de estrutura; e 12h de chuva non stop são coisas pra gente doido, mas não pra você.

... e mesmo com todo vinho e todas as epifanias (capítulo a parte) e toda a felicidade que só mumford ou florence (debaixo de um por do sol lindo) podem dar pra você, é inevitável ir embora antes do tempo (e perder the shins, e the kooks, e beirut =/) e chegar a mais simples constatação: i'm too old for this shit!

06 junho, 2012

saudades...

Home is a place you grow up wanting to leave, and grow old wanting to get back to.
(John Ed Pearce about homesicknes)