27 agosto, 2012

breaking bad

entäo... hoje eu vai ser uma história, senta aí.

era meu aniversário de 14 anos e meus coleguinhas resolveram me fazer uma surpresa. trouxeram farinha de trigo e ovos e queriam comemorar comigo na saída da escola, olha que legal! primeiro esperaram que eu saísse por livre e espontânea vontade de festejar esse dia super bacana com eles. como viram que maomé näo ia mesmo até a montanha, resolveram carregar a montanha até maomé. me abracei ao portäo de ferro da pré-escola e fiquei lá... por ho-ras. meus amigos queridos iam e vinham tentando me convencer que "poxa, surpresa maneira a gente preparou". continuei lá. até que um a um eles foram cansando e tomaram o rumo de casa. passaram dias superchateados comigo, porque "porra, aninha, estraga festa e taws". caguei.

a moral da história: näo nasci pra ser palhaça de festa de nin-guém.

o que eu aprendi na vida: se tem uma coisa que eu näo faço questäo é de querer agradar NINGUÉM

o que walter white me ensinou:
fim da história. pode levantar.

2 comentários:

  1. olha, eu faria exatamente a mesma coisa.
    So que eu ja era tao legal (so que nao) que ninguem nunca nem tentou fazer nada disso...

    Sou brava tambem...

    ;)

    ResponderExcluir
  2. Xezuz, eita menina teimosa, hein! Mamãe diz que qdo eu era pequena sempre que ela me pedia pra fazer algo que eu não queria fazer dizia "tô segurando aqui", sendo aqui = qualquer coisa. Só pra não fazer o que eu não queria. Teimosinha desde a infância tbm. Mas, olha, como a colega aí em cima tbm nunca nem tentaram algo parecido comigo. Até pq nunca fui de ter turminhas, então nunca rolou animação nem pra tentarem. Bjs!

    ResponderExcluir