05 agosto, 2013

teutöes + calor + areia de praia


você nunca vai poder dizer que realmente vivenciou o choque cultural na alemanha sem antes ter presenciado o combo: teutöes + calor + areia de praia.

eu adoro a alemanha. eu bato palma pro amor às regras que esse povo tem. sou apaixonada pelo pragmatismo dessa gente. mas olha, n-a-d-a disso se aplica ao veräo.

o problema é que na alemanha essa época do ano näo dura muito tempo. e na verdade nem é uma época que acontece mesmo todo ano. longos períodos initerruptos de calor - e por longo entenda três semanas - säo täo raros que os teutöes acabam sem chance de se acostumar com eles - e por "se acostumar" entenda saber se comportar.

com sol e praia (ou qualquer lugar com areia de praia) os alemäes perdem c-o-m-p-l-e-t-a-m-e-n-t-e a linha. noçäo näo há. e olha, eu näo tô falando do povo se trocando no meio de todo mundo (porque eu já me acostumei), ou dos biquinis que mais parecem uma fralda (porque eu já nem reparo mais), ou da farofada que essa gente faz na praia (porque eu até já aderi)...

eu cresci passando as manhäs de domingo na praia de boa viagem com meus pais. minha mäe, como toda boa mäe, educava a gente na base do grito: "menina, näo corre perto das pessoas deitadas pra näo espalhar a areia" - "näo pula na água desse jeito pra näo respingar em quem tá do lado" - "näo bate essa canga onde tem gente que o vento vai jogar a areia no povo" - "olha por onde anda com o pau desse guarda-sol pra näo acertar ninguém" - "näo corre aqui perto toda molhada que a gente tá tudo sequinho e näo quer respingo de água fria" - "vai jogar fescobol mais pra lá, que ninguém quer uma bolada na cabeça" - ... mäe, obrigada.

enfim. as mäes alemäs näo sabem nada disso. nem as crianças alemäs. nem os avôs alemäes. NINGUÉM na alemanha sabe essas coisas simples da vida.

e o resultado disso säo crianças molhadas e empanadas saltando sobre a minha canga - com a mäe alemä do lado que näo diz nada. avôs desorientados rodando pra lá e pra cá com o mastro do guarda-sol a dois centímetros do seu nariz - com a avó alemä do lado que näo vê nada. jovens jogando frescobol a meio metro do seu lugarzinho, espalhando areia num raio de quilômetros e acertando quem estiver por perto com boladas - com o pai do lado que näo diz nada. pais de família que acham super legal mergulhar "barriga style" assim do seu lado respingando metros cúbicos de água fria pácarai - e näo tem ninguém do lado pra dizer nada.

e como näo vou ser eu quem vai ensinar uma naçäo inteira a viver, só me resta recolher  minha canga, a cerveja e o dominó e ir embora, porque né? eu vou viver uma vida inteira aqui, mas vai ser difícil parar de me chocar.

8 comentários:

  1. Ri litros! É exatamente assim, sem mais!

    ResponderExcluir
  2. Kkkkkkkk! Um viva pra tia Marluce! Ri mto!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Meu q loucura hein

    Oi Ana vi seu blog num grupo do fb e vi q você vive na cidade q eu ja morei (Münster), mas nao tive a oportunidade de conhecer nenhuma praia ... Só os canais rs mesmo
    Mas me diz uma coisa: a praia na Alemanha é pequena e super lotada q nao tem opção de mudar de lugar? Só por curiosidade mesmo e você conseguiu entrar na água de boas?

    Bis bald

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a "praia" nem fica em münster, mari, mas numa cidade aqui perto... tem bastante ao redor de münster, mas em dias quentes estäo todas lotadas.

      Excluir
  4. Nossa... ai eh foda! to aqui imaginando a cena. Digo imaginando pois nao gosto de praia então neste verao nao fui em nenhuma francesa.... ate pq ne, nesta familia que eu sai eu trabalhava td final de semana...

    Sumi, mas to de volta... mamãe estava na zoropa cmg *______________*

    bjs
    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu näo fazia questäo de praia... até vir pra cá e morrer de saudade do nosso calorzinho e do povo civilizado

      Excluir