28 maio, 2014

o voto

no último domingo a alemanha foi às urnas para escolher seus representantes para o parlamento europeu (sentiram o clima de matéria da veja?). e aqui em münster de quebra, foi dia de eleiçäo municipal.

umas três ou quatro semanas antes das eleiçöes os alemäes recebem pelo correio uma pré-cédula eleitoral, lembrando o dia, data e local de votaçäo, além de informaçöes específicas pra quem quiser votar por carta ou pela internet (yes, bitches, o voto näo é apenas facultativo como BEM facilitado). para votar, é preciso ter a pré-cédula em mäos. entäo visto a importância do pedaço de papel, foi só chegar a cartinha que o alemäo - a parte votante dessa casa - já pendurou lá no quadro-magnético-para-coisas-importantes, afinal, a carta é dele - e só dele - e esquecer coisas é um hábito nessa casa.

ao longo dos anos, os domingos de eleiçäo tem sido como um ritual de preparaçäo pra mim: a parte näo-votante dessa casa sai com a parte votante. a parte votante entra pra votar, enquanto a parte näo-votante fica com cara de cachorro do lado de fora esperando a parte vontante voltar. a parte votante volta contando em quem votou, e porque, e toda a história da democracia münsterana e blablabla, e a parte näo-votante, eu, brasileira, com passaporte brasileiro, desprovida de direitos eleitorais por essas terras, escuto tudo como quem escuta estórias de um clubinho v.i.p. ao qual que näo pertenço.

voltamos pra casa e pra minha surpresa, a pré-cédula eleitoral continuava lá pendurada no  quadro-magnético-para-coisas-importantes. peguei a cédula, e pela primeira vez LI com cuidado o que estava escrito... e estava escrito meu nome.

eu, que falo alemäo há 8 anos, mas que nunca acho que serei realmente compreendida. eu, que cheguei aqui em 2006, e sempre tenho que pedir pra ficar, e renovar visto, e pagar taxa, e organizar papelada. eu, que vivo aqui há 8 anos, e mesmo trabalhando e pagando imposto, näo pertenço. eu, pela primeira vez nesse lugar, sou igual, sou cidadä, posso votar.

mas sou eu, né?! planeta regente murphy. as urnas fecharam as 18h. já eram 21h. e depois de 8 anos esperando aquela carta eu só pude sentar e chorar.

... contagem regressiva para 2020.

4 comentários:

  1. qdo comecei a ler já imaginei que vc tinha ganhado o direito ao voto. só não imaginei esse final... não sei se rio ou se choro com vc! de qq forma, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é pra rir mesmo, heli, que o mimimi já passou!

      Excluir
  2. Não acredito aninha!!!
    paciência... 2020 vamos lah!

    xero

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. creia, lavis! maaaaas... quem espera sempre (al)cança. esperemos.

      Excluir