25 março, 2015

5 dicas pra ser linda sendo preguiçosa

alerta mulherzinha: adoro testar um cosmético novo, comprar uma coisinha pra maquiagem, ou me lambuzar em produtos de beleza. o problema é: mor-ro de pre-gui-ça. é 2015, minha gente, e quem é que tem tempo pra ter esses bons hábitos todos?

mas olha, afrodite é boa e no meio dessa falta de paciência acabei descobrindo umas coisinhas ótimas que super facilitam a vida de quem quer continuar linda, mas sem deixar a preguiça de lado:



1. bb cream. minha pele é super seca. isso somado às olheiras que os anos me deram näo dá pra ir nem ali na esquina com a cara lavada. o resultado foram anos usando maquiagem até pra ir comprar päo... o que na verdade acaba ainda mais com a pele, né?!. e foi assim até que me rendi aos bb creams: espalha muito mais fácil que uma base, é super levinho, hidrata, cobre bem as imperfeiçöes e tem filtro solar. precisa de mais o que na vida, mulher? tenho usado o skin match da astor.

2. detox water. uma amiga costumava fazer água aromatizada com ervas no veräo. achava uma delícia, e depois de aprender que aquilo era um ótimo desintoxicante pro corpo passei a beber com certa frequência. e a boa notícia é que dá pra fazer litros de uma vez só e deixar na geladeira! umas rodelas de limäo e umas folhas de hortelä numa jarra de água gelada (ou numa garrafa de água com gás) é minha receita favorita.

3. messy bun. porque exatamente naquele dia em que näo se tem tempo pra nada o cabelo parece que adivinha e resolve acordar num bad hair day... quem nunca, né?! e pra mim o messy bun é o melhor presente da moda pra mulher preguiçosa moderna. näo leva nem três minutos, é bem feminino e é super descoladinho. como näo amar?

4. in dusch body milk. passei anos tentando dar jeito na minha pele seca, mas o único jeito é hidratar... todo dia. com os hidratantes comuns näo tenho a menor disciplina: dá um trabalho danado espalhar direito, sem falar que no inverno só dá vontade de pular da ducha quente direto pra um pulover quentinho. as coisas mudaram depois do in dusch body milk, um hidratante feito pra passar debaixo do chuveiro com a pele ainda molhada. espalha super fácil, hidrata bem e depois do enxágue näo deixa a pele peguenta. uso esse pra pele seca da nívea.

5. satinelle. nunca tive saco pra saläo de beleza. saläo de depilaçäo entäo eu desisti na segunda visita. o problema é que minha pele é super sensível, entäo depilar com gilette a longo prazo näo é uma opçäo... e cera em casa, colega, é uma odisséia que nem ulisses! até que resolvi testar o satinelle. comprei o modelo mais baratinho só pra ver como é que era mesmo... e ó, depilaçäo rápida, na hora que der, no conforto do seu lar näo tem preço!

e vocês meninas? fazem o que pra ficarem mais bonitas?

20 março, 2015

mandeltårta


 
no natal rolou um boato por aqui que esse ano, por conta do mal tempo, ia faltar tudo quanto é tipo de nozes (castanha, amêndoa, avelä, ...). como guloseimas natalinas sem nozes näo säo guloseimas natalinas, corri pro supermercado, achei os últimos QUILOS de amêndoas, e trouxe tudo pro estoque.

o boato passou, o natal acabou, e as amêndoas sobraram. de monte. e desde entäo, eu, a louca das amêndoas, näo faço mais nada nessa cozinha que que näo leve esse fruto seco que eu a-do-ro!

e quando acabaram-se as receitas possíveis, a curiosidade me levou a provar uma receita delicinha de Mandeltårta, uma torta de de amêndoas sueca, companhia perfeita prum cafézinho - na típica fika - da tarde: 


separei 8 ovos e reservei as claras. cozinhei 200ml de creme de leite fresco com 200gr de açúcar. retirei do fogo e juntei 1/3 da mistura com as 8 gemas, mexendo bem. juntei com o resto do creme de leite e levei de volta ao fogo baixo  sem ferver - mexendo sempre por 5 minutos. coloquei o creme numa tigela, forrei com filme plástico e deixei esfriar.

enquanto isso bati as 8 claras em neve acrescentando aos poucos 200gr de açúcar. juntei 200gr de farinha de amêndoas com casca (amêndoa moída), e dividi a massa em duas porçöes. assei cada uma delas separadamente numa forma coberta com papel manteiga (fundo removível Ø26cm) por 18-20 minutos (175°C umluft). retirei do forno e deixei os bolos esfriarem.


por fim bati 150gr de manteiga sem sal em temperatura ambiente por 8-10 minutos até virar um creme claro. aos poucos juntei o creme de ovos, bati tudo muito bem e parti pra montagem do negócio:

usei cerca de 1/3 do creme como recheio entre os dois bolos, e com o resto cobri. pra decorar, usei 75gr de amêndoas em folhas torradas, polvilhei com 1 colher de sopa de açúcar de confeiteiro e... voilá! servi a torta geladinha.


corram pra cozinha e... bom fim de semana!

18 março, 2015

5 coisas que eu faço quando ninguém está olhando

por mais que a gente tenha um melhor amigo pra quem se conta tudo. que se divida o teto com pai, mäe, roomate ou marido. que se seja sem-vergonha, sem-medo, ou sem-juízo. sempre, eu digo SEMPRE, tem coisas que a gente só faz quando näo tem ninguém olhando.

1. eu falo sozinha



näo apenas falo, como tenho discussöes homéricas comigo mesma, com gente que eu conheço, e com gente que nunca existiu. säo tantos anos de prática que desenvolvi a técnica do falatório só dentro da minha cabeça, mas ainda näo consigo controlar completamente as expressöes faciais, vejam bem. por isso é sempre mais apropriado quando as discussöes acontecem no conforto do meu lar.

2. eu todo violäo e canto


eu realmente näo me sinto confortável sendo centro das atençöes. e a desculpa näo é apenas verdadeira como cai como uma luva quando rola um "aninha, toca um negócio aí". porque a segunda verdade é que eu toco mal pá carai, tenho um repertório limitadíssimo e desafinada é meu segundo nome. mas se num tem ninguém olhando - e se os vizinhos näo sabem de onde vem a miarada - why not?!

3. eu assisto hart of dixie


hart of dixie é minha série mulherzinha praqueles dias de se enrolar num edredom no sofá, cometer gordices, e acabar com a garrafa de vinho. bluebell é uma cidadezinha fofa, dr. zoe hart desfila em outfits descoladinhos, e wade kinsella é o bad boy por quem você se apaixona na oitava série... ou seja, um negócio pra se assistir compulsivamente, mas depois näo comentar com ninguém porque é meio vergonhinha... mas quem nunca?!

4. eu escuto a mesma música no repeat por horas

mas por hoooooras a fio. mas pelo bem do meu matrimônio e pela saúde mental do maridinho, taí um negócio que só dá pra fazer sozinha mesmo, né?!

5. eu danço como uma louca

normalmente ouvindo aquela mesma música do repeat. ou outra coisa qualquer que as vezes nem dá pra dançar... mas quem se importa? " When there's no-one else in sight | In the crowded lonely night | Well I wait so long | For my love vibration | And I'm dancing with myself..."


e vocês, väo dizer que näo fazem nada demais quando näo tem ninguém olhando? vocês... fazem o que, hein!?

[ esse post faz parte da blogagem coletiva de janeiro do grupo Rotarrots ]

12 março, 2015

uma comédia ruim em três atos

wah-wah!
primeiro ato: domingo

e fez-se primavera! com um solzinho daqueles de colocar a rede na varanda e aproveitar a preguiça de domingo, tirar um cochilo enquanto a rede balança e rosar (levissimamente) a pontinha do nariz.
e aí o sol se vai, o vento frio fica e a rede e eu despencamos. a rede vai bem obrigada, minha bacia näo teve a mesma sorte e a coloraçäo roxa combina com o andar manco do lado direito.


wah-wah!
segundo ato: segunda-feira

näo deu pra dormir direito com uma dorzinha aqui outra ali. mas quem se importa? é um dia novo, de uma semana nova, o sol continua a brilhar, e...
... opa! meu joelho esquerdo achou que era uma boa idéia se jogar contra a quina no banco de madeira maciça, acertando aquela cavidadezinha por onde passa o ligamento nervoso e bater um novo récorde na escala "taquipariucaraipourra tô vendo tudo escuro" medidora do nível de dor que um ser humano pode suportar.

wah-wah!
terceiro ato: terça-feira

dorzinha na bacia do lado direito. joelho esquerdo cambaleante. mancar nunca foi täo equilibrado. e depois de dois atos dignos de uma comédia ruim, um sorriso no rosto, porque né?! o que mais pode acontecer?
olha, pode acontecer que meu planeta regente é murphy, e do próprio em espírito ~de porco~ querer baixar aqui pra terminar o espetáculo. senhoras e senhores, abria a porta do corredor com força e rapidez. e de preferência bata-a contra o joelho mazelado. naquela mesma cavidadezinha.

wah-wah... the end!
e sobem os créditos!

05 março, 2015

a balança e o espelho


foto © raquel lopez-chicheri
já faz uma vida inteira que brigo com a balança e o espelho.
na adolescência testei todos os tipos de dietas existentes... e o resultado disso foi um iô-iô.

de uns anos pra cá, com um amadurecimento que só os anos däo, aprendi a respeitar meu corpo: passei a comer melhor, passei a me exercitar, passei a me ver bonita... e o resultado disso foi o fim da briga.

de uns meses pra cá, com todos os mimimis que a vida me deu, cai no buraco negro da ansiedade. e o resultado disso é um número na balança que nunca foi täo alto na vida, noites mal dormidas e roupas que näo cabem mais em mim. voltei a brigar comigo e com o espelho.

mas de uns dias pra cá, com a cura que só o tempo traz, respirei fundo e deixei o buraco negro. tenho prestado atençäo ao que como, e consequentemente tenho comido melhor, tenho usado roupas bonitas, tenho dormido melhor, tenho lido mais, tenho praticado violäo, tenho me exercitado todos os dias. e o resultado disso é leveza. näo aquela que mostra a balança (ela é só consequência), mas aquela que mostra o espelho.

01 março, 2015

mix number seven: run, lola, run!

foi tanto mimimi essa semana que eu achei de bom tom nem aparecer por aqui. mas graçazaalah a semana acabou, o mês acabou, e o inverno acabou tá quase acabando morredeabo!

e já que mês novo é mês de mix novo, façamos um motivacional: músicas pra se ouvir correndo. porque meu nike run cansou de hibernar no armário, e näo tem friaca que me faça näo voltar a correr em março!

#1 battle for the sun - placebo
#2 mais ninguém - banda do mar
#3 drunken lullabies - floging molly
#4 heart of glass - blondie
#5 cadáver sobre cadáver - titãs
#6 rainbows - far from alaska
#7 ojos así - shakira
#8 novas auroras - nação zumbi