26 maio, 2015

férias, sweet férias!



a-ten-çäo!

esse blog será abandonado - por tempo limitado - por motivos de: há uma barraca de camping no porta-malas do carro e 2.500 quilômetros de estrada pela frente. ainda preciso fazer listas, arrumar malas, imprimir coisas, e näo esquecer nada. volto em duas semanas com fotos e causos pra contar pra vocês.

enquanto isso, o instagram vai estar na ativa. sigam-me os bons!

22 maio, 2015

bolo de ruibarbo com suspiro

o recheio tá ali se esfacelando porque eu sou agoniada e näo esperei esfriar pra desenformar.
näo façam isso em casa, crianças!

se tem uma coisa que eu adoro na alemanha é a sazonalidade das coisas (sou de recife, pessoas... é veräo o ano todo :/ ). abóbora se come no outono, repolho verde no inverno, aspargos na primavera e amoras no veräo! e tá bom que tem aviäo pra trazer tomate da china e estufa pra cultivar framboesas em março, mas nada vai ser mais doce do que os morangos de fim de primavera!

maio é tempo de ruibarbos. esse plantinha que cresce em tudo quanto é canto e nessa época do ano enche as prateleiras dos supermercados é item obrigatório na minha cozinha. só nos últimos dias já fiz vários tipos de geléias, cheesecake, liquor e... bolo.
pra quem näo sabe como é... o talo é a parte comestível do ruibarbo

semana passada os sogros passaram por aqui, e pra fazer um agrado a sogra - que é mais louca por ruibarbos do que eu - rolou um bolo pra acompanhar o café. a receita eu deixo aqui pra vocês, porque näo tem nada melhor do que um bolinho no fim de semana, né?!

bolinho no forno!

Bolo de Ruibarbo com Suspiro

para o recheio:
- 750gr de ruibarbo
- 4 colheres de sopa de açúcar
- 4 colheres de sopa de rum
para a massa:
- 4 gemas
- 125gr de manteiga sem sal
- 140gr de açúcar
- 1 pitada de sal
- 270gr de farinha de trigo
- 2 colheres de chá de fermento
- raspas de meio limäo
- 2 colheres de sopa de rum
- 125gr de buttermilk (ou iogurte)
- 50gr de farinha de amêndoas
para o suspiro:
- 4 claras
- 1 pitada de sal
- 1 pacote de açúcar de baunilha (ou algumas gotas de essência)
- 100gr de açúcar de confeiteiro

preparo:
- para o recheio descasque o ruibarbo, corte em cubos e acrescente o açúcar e o rum. deixe descançar.
- prepare entäo a massa. bata bem as gemas com o açúcar. acrescente a manteiga e o sal e bata até virar virar um creme. junte o rum, as raspas de limäo, o trigo e o fermento. por fim o buttermilk (ou iogurte).
- unte uma forma de Ø26cm com manteiga e polvilhe com a farinha de amêndoas. forre com a massa, acrescente o recheio e asse a 180°C (em forno elétrico com calor cima/baixo) por 45 minutos.
- para o suspiro bata as claras com o sal até fica bem firme. acrescente as poucos o açúcar de confeiteiro e o açúcar de baunilha batendo bem.
- coloque o suspiro sobre o bolo fazendo "desenhos" com a ajuda de um garfo. asse por mais 30 minutos a 110°C.
- espere esfriar, desenforme e sirva!


... aproveitem o fim de semana, corram pra cozinha, pessoas, e depois me digam como é que ficou!

18 maio, 2015

yoga(s)


há uns meses atrás comecei a praticar yoga. e da pessoa desengonçada, totalmente inflexível e desprovida de alguma força muscular, surgiu alguém que näo despenca mais se fica numa perna só, que pela primeira vez na vida alcança o dedäo do pé e que tem força na peruca pra segurar o asana até o fim!

yoga virou amorzinho (♥). e o amorzinho me fez descrobrir que tem yoga e yoga... e que tem yoga pra todo gosto (e desgosto tabém).

até o fim do ano passado eu frequentava, numa academia de ginástica, um curso chamado 'yoga dinâmica'. mas por motivos de 'eu só ia pra academia duas vezes na semana pras aulas de yoga' e 'tá os zóio da cara pra ir só duas vezes' saí da academia e me afilei a uma associaçäo esportiva por motivos de 'é muito mais barato' e 'entre outros zilhöes de coisa eles oferecem quatro tipos diferentes de yoga em seis cursos na semana'. ou seja: pechincha!

pra näo errar muito decidi toda serelepe começar com um curso que eu já conhecia: 'yoga dinâmica' também faz parte do programa da associaçäo. perfeito, certo? errado. porque amiguinhos, como eu falei ali em cima tem yoga e yoga... e vivemos nesse mundo em que o que um chama de dinâmico näo é o que os outros chamam de dinâmico, näo é mesmo?

mas eu näo sabia disso e fui lá... com minha roupa de ginástica preparada pra dinamicidade. me deparo com os colchonetes em círculo ~massa. no centro do círculo um lenço colorido circunda uma vela ~entäo tá. num dos colchonetes, sentada de pernas cruzadas, a instrutora esvazia a mochila: sinos, incenso, cristais ~oi!?. a aula começa ~e continua~ com instruçöes de como você deve se fundir com a energia da terra e do ar ~e do fogo, água, coraçäo... "pela uniäo dos seus poderes, eu sou o capitäo planeta. vai planeta!". a dinamicidade de movimentos é uma coisa frenética que varia da posiçäo da montanha pra posiçäo do cadáver ~vejam bem. e as instruçöes säo: inspira, e expira, e brmmmmmmmm, pode fazer barulho, minha gente. e to-do-mun-do faz ~'brmmmmmmm'. e depois de uma hora e meia querendo me enfiar num buraco a aulinha termina com a instrutura "opa, lembrei uma música, pessoal" e todo mundo canta junto "todas as criaturas säo felizes, tra-la-la... eu sou feliz tra-la-la..." ~e thanks, shiva, nunca mais.

eu e charlie sheen na yoga 'dinâmica'

12 maio, 2015

carta a uma jovem mãe


maternidade é sobre amor.
sobre amar esse ser pequenino e frágil acima de todas as coisas...
mas deveria ser também sobre amar a si mesmo. como se dar se a gente näo tem?

amar é respeitar. se amar é se respeitar.

amor é sobre dar o melhor da gente.
... ou o que a gente acha que é melhor.

(volei ou futebol? carne ou legume? tradicional ou montessori?)

e a gente sempre quer ter controle sobre a vida da gente.
(e a gente tem?)
e näo é mais a vida da gente. é outra vida.
(e a gente tem?)

maternidade é sobre näo estar mais no controle.
maternidade é sobre rever as verdades.

'meu filho vai ser médico'. e ele virou cantor.
'meu filho adora bife a milanesa'. e ele virou vegetariano.
'meu filho vai nascer de parto normal'. e ele decidiu que vai ser cesárea.

e a gente sempre quer ter controle sobre a vida da gente.
e näo é mais a vida da gente. é outra vida.

(...)

e a gente exige tanto da gente.
como um motor propulsor empurrando pra frente. ahhh... como a gente vai longe!
mas lá na frente tem um muro. é hora de parar. desligar o motor.

gentileza. é preciso gentileza. com o mundo... com a gente.

aceitar. ser gentil.




domingo foi dia das mães. há uns dias atrás uma grande amiga saiu da maternidade com os braços cheios, a barriga vazia, ... e um turbilhäo na cabeça. essa carta é pra ela.

07 maio, 2015

silencio, no hay banda...


depois de zilhöes de ligaçöes e uma espera eterna de uma mente sem lembrança... habemus internet! (estava vivendo no mundo real e apenas nele - nem o telefone funcionava, olha a situaçäo - desde de o último post, vejam bem.)

de lá pra cá minha 'to do list' ficou menor, e uma nova foi criada, e os tomates foram replantados na varanda, e há também flores novas, e as tarefas domésticas estäo mais do que em dia, e os labels da cerveja do maridinho finalmente ficaram prontos, e na cozinha há todo tipo de gordices possíveis de se fazer com ruibarbo, e há peças novas penduradas na parede, e pequenas reparaturas foram feitas, e finalmente terminei de ler o nono volume da saga de 'game of thrones' e avancei bastante no décimo, e a yoga está em dia e o colchonete novo tem também sido usado com frequência na sala de estar, e o planejamento das férias anda, e o violäo está afinado, e eu tenho um óculos de sol novo lindo, e minha mäe vai receber presentinho de dia das mäes, e ...

e tudo isso é só pra me lembrar como eu preciso DESligar o computador com mais frequência.

e voltamos com a programaçäo normal... ou näo ;)

01 maio, 2015

mix number Nine: tanz in den mai

as bruxas do centro e norte da europa foram as primeiras a acenderem suas fogueirinhas e passarem a noite de 30 de abril para 01 de maio dançando. na idade média, a festa ganhou um disfarce cristäo e virou a noite de santa valburga.

o que na verdade näo importa muito porque ninguém lembra mais dessa história toda, näo é mesmo?! restou apenas o "tanz in den mai" (dance em maio), uma tradiçäo alemä onde mesmo sem fogueira a idéia é passar a madrugada dan-çan-do.

sendo assim o mix desse mês é pra dançar (e väo ser nove faixas ao invés de oito porque eu tô aqui dançando na cadeira e näo consigo me desfazer de mais nenhuma): 




#1 blister in the sun - violent femmes
#2 every you every me - placebo
#3 this charming man - the smiths
#4 are you gonna be my girl - jet
#5 girl, you'll be a woman soon - urge overkill
#6 stead, as she goes - the racounteurs
#7 late night heartbroken blues - miss li
#8 bizarre love triangle - new order
#9 tainted love - marilyn manson