07 maio, 2015

silencio, no hay banda...


depois de zilhöes de ligaçöes e uma espera eterna de uma mente sem lembrança... habemus internet! (estava vivendo no mundo real e apenas nele - nem o telefone funcionava, olha a situaçäo - desde de o último post, vejam bem.)

de lá pra cá minha 'to do list' ficou menor, e uma nova foi criada, e os tomates foram replantados na varanda, e há também flores novas, e as tarefas domésticas estäo mais do que em dia, e os labels da cerveja do maridinho finalmente ficaram prontos, e na cozinha há todo tipo de gordices possíveis de se fazer com ruibarbo, e há peças novas penduradas na parede, e pequenas reparaturas foram feitas, e finalmente terminei de ler o nono volume da saga de 'game of thrones' e avancei bastante no décimo, e a yoga está em dia e o colchonete novo tem também sido usado com frequência na sala de estar, e o planejamento das férias anda, e o violäo está afinado, e eu tenho um óculos de sol novo lindo, e minha mäe vai receber presentinho de dia das mäes, e ...

e tudo isso é só pra me lembrar como eu preciso DESligar o computador com mais frequência.

e voltamos com a programaçäo normal... ou näo ;)

8 comentários:

  1. Quem me dera ser tao funcional quando minha internet cai...

    ResponderExcluir
  2. Quando a internet cai eu fico meio desesperada porque lembro que todas as receitas e projetos DIY que poderia fazer estavam salvo em algum lugar online, tipo Pinterest ou Bloglovin. Comecei a salvar um monte de coisa no computador e a escrever as receitas no caderno, assim não tem como não ser funcional sem internet, hehe.

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. baixa o app do pinterest pro celular, marcela. é o que me salva muitas vezes ;)

      Excluir
  3. impressionante a quantidade de vida vivida num período sem internet...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... e sem netflix diga-se de passagem :/

      Excluir
  4. eu consigo viver tranquilamente sem internet. acho que quem me prende ou impossibilita de fazer mais coisas por mim sou eu mesmo. morro de preguiça. parece que tem uma força me prendendo à cama, uma coisa fora de série. é quase gravitacional nos fins de semana. durante a semana nem comento porque se eu não paro no meio do caminho pra resolver/fazer coisas o dia acaba às 19h porque quando olho por relógio já são meia noite se saio do trabalho e venho pra casa. é um problema muito pessoal mesmo e não consigo evitar se estou numa fase triste/depressiva/whatever. ainda não aprendi como fazer a vida render e hoje consigo ver que se isso não mudar é melhor nem pensar em ser mãe um dia porque se não "crio tempo" pra mim hoje imagina com uma criança no mundo dependente logo de mim? hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é sempre a gente. säo sempre as prioridades que a gente coloca (e as vezes a cama é uma delas)...
      mas, ó, uma amiga que virou mäe recentemente diz que agora é que ela realmente tem tempo. por que só agora ela realmente precisa arrumar tempo. ;)

      Excluir