25 outubro, 2016

wanderlust

nova zelândia. 2013.

e daí que todo mundo sabe que eu adoro uma listinha de perguntas, né?!
vi essa no blog da Gabi (e depois no da Bárbara), e como viajar é minha coisa preferida na vida resolvi responder também:

1. Quando e pra onde ia o seu primeiro avião?
foi em 2004, eu já tinha 21 anos. fui pro rio de janeiro. sozinha.
nem pensei em ter medo. acho incrível a sensaçäo de decolar e ver as coisas ficando pequenininhas lá do alto.

2. Para onde você já foi e gostaria de voltar?
já fiz várias viagens que tenho muita vontade de repetir: irlanda, portugal, suécia, minas gerais... mas eu definitivamente preciso voltar a nova zelândia. perdi meu coraçäo por lá, näo tem jeito!

irlanda. 2011.


3. Você está viajando amanhã e dinheiro não é problema. Pra onde você vai?
um dos meus sonhos de viagem é rodar a américa do sul de carro. e se dinheiro näo fosse problema, seria amanhä mesmo.

4. Método preferido de viagens: avião, trem ou carro?
acho que de carro. dá pra escolher a rota, decidir quando e de quebra ir olhando a paisagem mudar. sem falar que dá pra colocar a highway-playlist no máximo e cantar bem alto. tenho memórias deliciosas de road trips.

tirol, áustria. road trip 2015.

5. Site preferido de viagens
a verdade é que sou meio old school e pra qualquer viagem que eu faça, compro sempre um guia de viagem. fora isso, costumo ler blogs e sempre dou uma olhadinha no site da lonely planet e no like a local.

6. Para onde você viajaria só pra comer a comida local?
portugal! meodeos, nunca passei täo bem numa viagem.

algarve, portugal. 2014.,

7. Sabe o número do passaporte de cabeça?
nops.

8. Você prefere assento do meio, corredor ou janela?
o da janela. pra näo perder de ver nada.

9. Como você passa seu tempo no avião?
nos vôos curtos ou low cost tenho sempre um livro a mäo. nos vôos longos, me jogo nos filminhos.

10. Existe algum lugar para onde você nunca mais voltaria?
miläo. a cidade é linda, mas näo gostei do clima. extremamente turística, sensaçäo de insegurança, cheio de gente querendo te vender coisas o tempo todo e o olhar indiscreto dos milaneses que näo podem ver mulher sozinha andando na rua. uma vez foi o bastante.

miläo, itália. 2015.

e vocês, num tem vontade de falar sobre wanderlust e responder às perguntinhas, näo?!

7 comentários:

  1. Adorei, Ana. Tenho a impressão que Portugal é mesmo uma bela viagem gastronômica, inclusive estou esperando a saudade de uma comidinha boa apertar pra marcar uma viagem pra lá. E fiquei surpresa com suas impressões de Milão. Eu nunca fui, não conheço, e embora já tenha ouvido falar que os italianos são atrevidíssimos, essa questão da insegurança foi novidade pra mim. Imaginava a cidade povoada de pessoas phynas fazendo phynesses, e não atormentando os outros hahaha. Vivendo, lendo e aprendendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. entäo, no centro da cidade durante o dia é de boa. mas fiquei com a impressäo de que a noite tem uns lugares bons de se evitar (principalmente se vc sair do centro histórico). muita câmera de segurança, muro, prédio com grade... :/

      Excluir
  2. Amei que você respondeu a tag, Ana! Cara, que fotos lindas... essa da Nova Zelândia me cativou por longos segundos. Eu também não voltaria pra Milão, mas não pelos motivos que você citou - achei até estranho, porque também estive lá sozinha, no verão, e ninguém me importunou, mas não achei a cidade tão especial, sabe? Sei lá, eu já tinha uma referência italiana na cabeça, que era Roma, e aí não tem comparação mesmo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu näo me canso de dizer a todos os seres humanos desse mundo que eles näo podem morrer sem ir a nova zelandia

      Excluir
  3. Adorei suas respostas! :)
    Nova Zelandia deve ser um tiro no coração.. um lugar que acho que quando você vai embora não tem como não ficar chorando querendo voltar. Só com fotos já fico doida, imagina estar lá mesmo. Proxima vez que você for me carregue junto! haha
    :)

    ResponderExcluir
  4. Vou fazer!!! E ilustrar com imagens como tu :)

    ResponderExcluir