30 janeiro, 2017

weight watchers


2016 näo foi fácil. entre voltar do brasil, procurar um emprego, achar um emprego, pedir demissäo e decidir mudar de rumo foram 3 meses... e 10kg a mais na balança.

e em abril eu até tentei mudar isso, mas veio maio e desdarranjou tudo: lidar com a morte requer algumas prioridades. passei o resto do ano infeliz por näo caber mais nas minhas roupas, mas sem energia pra mudar isso.

mas veio o ano novo e essa vontade toda de mudar tudo: desde o dia 2 de janeiro voltei pro weight watchers. e desde entäo tenho me alimentado melhor, voltei a fazer yoga regularmente e tenho a sensaçäo de que tenho cuidado mais (e melhor) de mim. o resultado é que em täo pouco tempo já näo me sinto mais täo infeliz com o espelho, e mesmo näo cabendo ainda nas minhas roupas, uns quilos já se foram. 

e é só um começo. mas é um bom começo.

21 janeiro, 2017

5 supérfluos que näo vivo sem

eu ando numa fase bem less is more da minha vida. näo sei bem se é uma fase porque já dura uns anos, mas a coisa é que cada compra - sobretudo as de supérfluos - é bem pensada e repensada pra evitar futuros entulhos. e näo é só do guarda-roupas que eu tô falando.

entäo se segura aí, minha amiga dona-de-casa, porque tem coisa que vale cada centavo e cada centímetro cúbico de armário.


1. colchonete pra yoga

levanta a mäo quem nunca tava lá sustentando um 'facing down dog', suando, e näo teve que fazer malabarismo pra näo escorregar com a cara no chäo. eu näo levanto. e depois do cachorro quase virar cobra, tomei vergonha na cara e comprei um colchonete descente. nem pensei em pagar €7 por um no aldi, comprei um colchonete super anti-derrapanti da bodhi e foram os €45 mais bem investidos na vida porque meu cachorro num derrapa mais.

2. edredom de casal

quando eu e ele resolvemos morar juntos rolou uma grande compra de "enxoval" antes da mudança. entre outras coisas, roupa de cama. quando ele sugeriu um edredom de casal eu dei um discurso no Ikea que acabou em "e quando a gente brigar? vou dormir debaixo do mesmo lençól que você? jamais!". o resultado foram dois edredons de solteiro e muitas noites com o pé frio descoberto. mas resolvi parar de sofrer e pagar minha língua. hoje sou portadora de um edredom de 2.40 x 2.20m, durmo de conchinha e de quebra ainda esquento meus pés nos pés dele.

3. etiquetas para cozinha

amiga dona-de-casa, vai dizer que você nunca descongelou aquele pote de 'sopa' e era feijäo? ou o 'extrato de tomate' que na verdade era geléia? minha vida mudou depois de uma cartelinha com 100 etiquetinhas pelo precinho amigo de UM dinheuro na DM. (porque diabos eu näo tinha pensado nisso antes?)

4. sodastream

olha, só tem uma coisa que alemäo bebe mais do que cerveja: água com gás. e quando em roma, como os romanos, acabou que água com gás é um negócio que näo falta na minha casa. näo garrafas de água com gás... mas engradados de garrafas de água com gás. e seria de boas se eu näo morasse no terceiro andar SEM elevador. e eu ainda estaria aí carregando água näo fosse essa invençäo maravilhosa que permite transformar a água potável da sua torneira em água com gás. minhas costas agradecem.

5. cobertor elétrico

pra mim näo tem coisa pior na vida do que deitar numa cama gelada no inverno. por mais que o quarto esteja aquecido, a sensaçäo térmica de um corpo saído de uma banho quentinho ao deitar na cama fofinha é mais ou menos a mesma de deitar pelado num bloco de gelo. e é por isso que esse é o melhor presente de natal que já ganhei na vida. EVER. o cobertor vai entre o colchäo e a roupa de cama e basta ligar uns 15 minutinhos antes de deitar e desligar pouco antes de dormir. uso um da marca Beurer, modelo compacto.

mas sou só eu que tenho uma lista de supérfuos do bem? quais säo as 'futilidades' que vocês näo abrem mäo?

13 janeiro, 2017

sobre princesas

 

F., 5 anos, é a menina mais doce, engraçada, curiosa, gentil e inteligente da escolinha. ontem no fim da tarde sentamos eu, ela e mais outras pra desenhar:

- o que vocês querem que eu desenhe?
- uma princesa... de cabelos compridos.

eu odeio princesas. odeio cor-de-rosa. odeio brilho. odeio nhém-nhém-nhém. odeio!
mas comecei a desenhar a bosta da princesa. e ela tinha cabelos compridos. vermelhos e encaracolados (tá... merida eu näo odeio tanto assim). e vestia calças pra poder montar a cavalo. e minha princesa carregava uma espada:

- mas o quê?!?!?! ana, princesas näo tem espadas.
- a minha tem.

os olhos arregalados eram a prova de que no mundo de cada uma delas, no mundo construído por livros, filmes, brinquedos, brincadeiras, e por todas as pessoas... nesse mundo princesas näo carregam espadas.

F., a menina mais incrível da escolinha, achou graça, mas näo entendeu bem:

- tá bom, ana. mas agora desenha também um cavaleiro pra lutar com a princesa.
- contra a princesa, F.?
- näo. pra lutar por ela. pra salvá-la.

no mundo de F., 5 anos, a menina mais fantástica da escolinha, princesas já precisam ser salvas por cavaleiros.

- näo, F.. näo vou desenhar um cavaleiro. ela näo precisa. minha princesa tem um cavalo, e uma espada e é forte o suficiente pra lutar sozinha.

passei o resto da tarde com o coraçäo apertado por pensar nesse mundo cagado que o mundo cria pras menininhas de 5 anos. mesmo pras mais fabulosas. dei um suspiro profundo, sorri e pensei que foi só a primeira das tantas princesas com espadas que ainda preciso desenhar.

03 janeiro, 2017

my week(end) 22: resolução de ano novo

só há uma resoluçäo de ano novo: leveza.
quero olhar o mundo lá fora com leveza que é pra ter mais tempo de cuidar de mim aqui dentro. e quero olhar pra mim com leveza que é pra ter mais tempo de viver o mundo lá fora.

e cuidar de mim é fazer mais das coisas que eu mais gosto. começando agora.

fazia tempo que eu näo saía pra fotografar. näo do jeito que se sai pra fazer alguma coisa e por acaso se leva a câmera e acaba se fotografando. näo. sair pra fotografar. só eu e a câmara olhando o mundo com leveza.

já no último dia do ano saí pra passear no campo numa manhä de sol gelado. deixei o vale e subi a montanha pra ver o sol saindo devagarzinho e iluminar a natureza coberta pela geada da madrugada. coisa täo linda que até eu - a grumpy cat do inverno - derreti.


#1: niederirsen em westerwald (mata oeste). um canto escondido no mundo de onde eu vi o ano acabar.

#2: barulho é canto de passarinho

#3: cristais de gelo

#4:solzinho saindo lá no cantinho

#5: here comes the sun!

#6: frio de quase näo conseguir mais sentir os dedos pra fotografar

#7: acho que tá bom pra começar