30 junho, 2018

countdown



me sinto como um prisioneiro fazendo riscos na parede pra contar o tempo:

tenho mais duas semanas de aula.
preciso trabalhar mais vinte vezes.
em 34 dias viajo de férias.

a lei é a do menor esforço.
o modus operandi é o de economizar energia.

somente o necessário. evitando pane.

16 junho, 2018

1+3 | uma regra: cada um no seu quadrado



e dentro do seu quadrado, amiguinho, você pode dançar do jeito que você quiser. botar a mäo no joelho, dar uma agachadinha; beber, cair, levantar; pode até dançar a dança do maxixe. no SEU quadrado. sem ultrapassar os limites do quadrado de ninguém.

e essa idéia tosca, lá dos primórdios da internet -  do tempo em que eu ainda lia o kibe loco  - é, pra mim, a regra base da base da base do convívio humano.

respeito é bom e todo mundo gosta.
respeitar o outro é respeitar os limites do outro.
e ficar no seu quadrado é exercer ampla e intensamente a sua própria liberdade, mas com a consciência de que a sua liberdade termina, onde a do outro começa.

em tempos como esse: tempos de trolls, de haters, de coxinhas e petralhas, 'cada um no seu quadrado' me parece uma regra de ouro.



p.s.: o desafio 1+3 foi criado pela Carolina como um exercício de auto-reflexäo. eu, que näo conhecia a Carolina, conheci o desafio no blog da Vera. você, que também näo conhecia, também pode participar. os temas aparecem aos pouquinhos e a ordem ou a frequência com que säo postados säo decidas por você. pra participar, me deixa um aviso nos comentários... vou achar massa ler as reflexöes de vocês!

04 junho, 2018

é lisboa, mas devia ser lismaravilhosa

(pra ler ouvindo: Deolinda - Ai Rapaz)

sou doida por portugal, mas isso näo é novidade porque eu já declarei meu amor ao país aqui e aqui.
minha última visita, dessa vez à capital, só me deixou ainda mais encantada. lisboa é maravilhosa: no meio do zumzumzum de uma cidade grande, se abre em cantinhos aconchegantes e vistas de encher os olhos.
passei boa parte do tempo em mesas de tasca, desacelerei nas andanças e deixei de fora as atraçöes mais disputadas (na maioria delas é cobrado um ingresso e as filas säo infinitas)... degustei a cidade aos pouquinhos. e por isso ao invés de um roteiro, deixo algumas impressöes:

#1: Miradouro da Glória e a vista sobre os telhados da cidade até o tejo


#2: Mouraria. bairro tradicional cheio de ruelinhas e largos aconchegantes. na foto, o largo severa, onde eu achei que tava ouvindo marchinha de carnaval recifence e descobri que eram na verdade marchinhas populares de lisboa. fiquei louca!

#3: uma das muitas escadarias que levam ao bairro alto. é pra se perder mesmo.

#4: village underground. complexo gastronômico empilhado em containers e revestido de street art. mais cool impossível! (o graffiti com cara de xilogravura é do conterrâneo Derlon Almeida. a dica foi da @ella_pages)

#5: lx factory. um antigo complexo industrial reformado pra abrigar gastronomia, escritórios e ateliês. o conceito é despojado e eu que adoro espaços assim tô doida pra voltar. a dica preciosíssima (näo vai ter no seu guia de viagem) foi da L.


#6: fado. se "pra fazer um saba com beleza, é preciso um bocado de tristeza", pra fazer um fado um bocado näo basta. meodeos que eu nunca ouvi nada mais profundamente triste nessa vida. e lindo. e profundamente lindo. esse aí foi por acaso. achei uma portinha aberta pelas ruas de alfama e entrei.

#7: MAAT. o museu é uma escultura e o telhado convida a passear e olhar pro tejo por um outro ângulo.


#8: pavilhäo de portugal. realizando sonhos arquitetônicos e finalmente vendo de perto o projeto do arquiteto português álvaro siza vieira. olha esse väo! olha o concreto fininho!

#9: desvirtualizando. a L., do 1632 horas,  tá no meu blogroll há anos. e eu no dela. e foi massa dar risada offline. a L. é esse sorrisäo da foto o tempo todo... ô mulher cheia de energia!

#10: cascais. e no meio do tempo feio que fez em lisboa (a semana foi mais fria que a alemanha, vejam bem) deu pra pegar uma prainha. cascais fica há um pulinho de comboio.


é isso. na verdade é muito mais que isso, mas deixo aqui um gostinho. tem um pouco mais no álbum.