23 julho, 2018

1+3 | um objetivo que já está a ser cumprido: um ano de volta às aulas (um balanço)



o tema do desafio veio bem a calhar: terminei meu primeiro ano de formaçäo profisional dual. finalmente férias! e se esse ano passou voando, também se arrastou um bocado.

conheci gente nova e diferente. tenho aprendido muito sobre pedagogia, psicologia e sociologia -  coisas que me fascinam. posso consolidar o que aprendo na prática. e no final, me saí melhor do que imaginei.

por outro lado tenho um dia-a-dia desgastante: consciliar trabalho e estudo tem sido puxado, principalmente no fim do ano letivo. já que a escola é técnica e focada na prática, a teoria às vezes fica superficial - e eu que näo me contento com prato raso, preciso fazer 'hora extra' pro aprofundamento. e pra mim o pior, a estrutura é extremamente escolar.

botando na balança, me aborreci um bocado. sobretudo com a estrutura. näo esperava um sistema escolar täo inflexível e cheio de restriçöes no campo de educaçäo pra adultos. foi o que mais me estressou esse ano e o que me fez mais repensar minha decisäo.

o saldo é que estou feliz por ter decidido trabalhar com educaçäo infantil, mas vou ter que segurar bastante as pontas nos próximos dois anos. me aguentem.

3 comentários:

  1. Estudar na idade adulta não é fácil! Eu também por isso e também sofri um pouco com a estrutura inflexível, especialmente no último semestre em que todas as aulas eram de presença obrigatória etc. Mas no final todos os sacrifícios valeram a pena e é isso que desejo para você!
    Ah e já respondi às suas perguntas lá no blog ;)
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. falta paciência mesmo, joana. mas eu foco no resultado... que vai valer a pena, sim :)

      Excluir
  2. a sensação que a universidade continua me passando é que ela é um enorme ensino fundamental onde os professores acham que a única coisa que a gente faz da vida é estudar. em contra partida, há ainda aquele bocado de professores que acham que tudo bem levar tudo nas coxas e não se dão nem o trabalho de montar aulas produtivas. a gente fica como? tentando suprir a falta de conteúdo de uns,tentando equilibrar o trabalho, a quase inexistente vida social e o excesso de atividades que outros professores cobram. a gente respira fundo e segue né? não é fácil mas não consigo me imaginar sem não HAHA

    ResponderExcluir